Juventude sindical mostra sua força em encontro da CNTE

Publicado em Sexta, 12 Agosto 2016 20:11

DSC 0021 resized 5

Com o tema “Resistir aos ataques à democracia, à educação e aos direitos de cidadania” iniciou hoje (12), em Brasília, o II Encontro Nacional da Juventude. O evento é realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

O objetivo do evento é debater a política de organização dos educadores jovens dentro dos sindicatos e o papel da juventude na educação brasileira.

A Secretária de Combate ao Racismo da CNTE, Iêda Leal, iniciou a reunião dando as boas-vindas aos jovens presentes. Ela destacou a importância do evento, já que os jovens são os principais atingidos pela falta de políticas educacionais. "Precisamos nos unir e buscar meios de nos relacionarmos com esses profissionais da Educação para trazer a juventude para dentro do sindicato", disse Leal.

A primeira mesa de debates, com o tema “Financiamento da educação e carreira”, foi aberta pelo professor Otaviano Helene, do Instituto de Física da USP.

Para o professor, o grande problema da educação e das demais áreas de interesse público do Brasil é o financiamento. “A sonegação fica com 10% do PIB; as alíquotas de impostos diretos são muito baixas, não há impostos sobre grandes fortunas. Diante disto, percebemos que os interesses das elites econômicas precisam ser enfrentadas, pois eles não se preocupam com a educação”, ressaltou Helene.

De acordo com o assessor da CNTE, Eduardo Ferreira Beurmann, que também participou da mesa, há um montante de dinheiro que é arrecado e não vai para o financiamento da educação. “É necessário rever esta arrecadação para chegarmos aos 10% do PIB. Atualmente, todas as propostas do PNE estão ameaçadas por muitos projetos que estão no Congresso, como o PLP 257, a PEC 241 e o PL 4.567. É tarefa nossa combater esta ofensiva neoliberal".

Os participantes puderam discutir ainda “A democracia e o currículo escolar”. A Secretária Executiva da CNTE, Lirani Maria Franco, que participou da mesa, afirmou que é necessário ouvir a voz dos jovens".

“A nossa intenção é debater e planejar as ações da CNTE para que esses jovens se envolvam ainda mais com a luta sindical e assim construir novas lideranças”, explica a secretária.

Para o diretor pedagógico do Instituto Paulo Freire (IPF), Paulo Roberto Padilha, é preciso mais união entre os movimentos, para enfrentar a conjuntura.

"A gente tem que saber respeitar as diferenças e as semelhanças. Temos que saber conviver com as diferenças sociais, culturais e assim construir um mundo mais justo. A direita se une fácil, e nós, da esquerda, temos que nos unir com mais facilidade,” ressaltou Padilha.

"Nós precisamos nos apoderar dos conhecimentos que nós construímos ao longo dos anos para enfrentar esse golpe em curso. Temos que recuperar nossa prática de mobilização. Não é tempo de descansar é tempo de resistir e lutar", enfatizou a assessora de formação da CUT, Maria Frô.

“Esse encontro foi aberto em um dia muito oportuno já que hoje 12 de agosto é comemorado o dia internacional da juventude. E o que queremos é envolver o jovem nas pautas sindicais e que desse encontro os sindicatos assumam o compromisso de organizar os coletivos em seus estados e que esses possam promover espaços de debate político e militância sindical”, esclarece Carlos Guimarães, coordenador do coletivo de juventude da CNTE.

Coletivo

O Coletivo da Juventude da CNTE existe há 5 anos e se reúne periodicamente para tratar de temas de interesse dos jovens educadores e propor propostas específicas para o setor.

Dia Internacional da Juventude

Celebrado no dia 12 de agosto, o Dia Internacional da Juventude foi instituído pela Assembleia Geral da ONU em 1999, como resultado da Conferência Mundial dos Ministros Responsáveis pelos Jovens, em Lisboa.

No Brasil, a data entrou para o calendário oficial através do Decreto 10.515, do ano de 2002.
A comemoração pretende dar mais visibilidade aos problemas enfrentados pela juventude, tais como a educação de baixa qualidade, más condições de vida e desrespeito aos direitos do cidadão. Além disso, o Dia Internacional da Juventude visa instigar o comprometimento de toda a sociedade com a causa.

Confira mais fotos do evento na página da CNTE no Facebook.

 
 
  12/04/2019
Boletim CNTE 832
Início dos encontros dos coletivos da CNTE
INFORMATIVO CNTE 832  
 
 
Heleno Araújo participa de palestra sobre a reforma da Previdência em Pernambuco
 
 

Programa 611 - Lançamento da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

 
 

Novo ministro da Educação, Abrahan Weintraub, indica o aprofundamento das políticas de mercantilização e privatização da educação no país

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Preocupado com a saúde dos profissionais da educação, o Sinteal esteve na secretaria municipal de saúde de Maceió, no dia 11 de abril, para falar sobre a campanha de vacinação contra o vírus...
Os professores da rede municipal de Educação de Riachinho estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 8 de abril. A decisão foi tomada pela categoria em assembleia geral, no dia 28 de março. O movimento...
O dia 15 de abril de 2019 marcou o início da greve da Educação no Estado do Amazonas. Os/as trabalhadores/as em educação do Estado, representados pelo SINTEAM, deflagraram o movimento grevista da categoria com uma...
O Sintero recebeu respostas de diversas reivindicações dos trabalhadores em educação, através do ofício nº4533/2019, expedido pela Secretaria de Educação do Estado de Rondônia (Seduc),...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos/as profissionais da educação básica do setor público brasileiro, repudia a atitude da...
Presidente da CNTE, Heleno Araújo, contribui com o ensaio “A Educação Cidadão ao golpe de 2016”, no livro A Constituição Traída que terá lançamento nacional em Recife -...
O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió obteve importante vitória na última sexta-feira (12), após a inédita reunião com a presença do prefeito da capital, Rui Palmeira, e que...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso renova a representação dentro do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso (CEE-MT) para a gestão 2019-2023. A nova composição,...
O governo de Jair Bolsonaro (PSL) enviou ao Congresso Nacional um Projeto de Lei (PL) que regulamenta o ensino domiciliar. O PL faz parte das metas dos 100 dias de governo do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos...
As atividades de mobilização do Dia em Defesa dos Precatórios do FUNDEF para os profissionais do Magistério prosseguiram na tarde de quinta-feira (11). O Sindeducação e o Sinproesemma promoveram um debate, com...
Após uma longa e tensa audiência com o secretário-chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, a direção central do CPERS saiu do Piratini no final da tarde de sexta-feira (12/4) com o compromisso de uma mesa de...
Os educadores da Rede Pública Municipal de São Luís decidiram paralisar as atividades no próximo dia 30 de Abril, contra a política de arrocho salarial implementada pelo Governo Edivaldo Holanda Júnior, que...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.