Entidades filiadas continuam as atividades da greve geral

Publicado em Sexta, 17 Março 2017 09:45

Nesta quinta-feira (16/3), as atividades de greve das entidades filiadas à CNTE continuam em todo o Brasil. O dia foi marcado por atos públicos, assembleias e aulas à comunidade. A categoria é contra a aprovação da Reforma da Previdência e exigi o cumprimento da lei do Piso. 

De acordo com o presidente da CNTE, Heleno Araújo, é importante que todos os trabalhadores se mantenham unidos. “Temos que reagir, participar e manter a mobilização. Não podemos parar. Nós conquistamos nossos direitos com muita luta. Não podemos permitir que uma minoria modifique as regras trabalhistas e da Reforma da Previdência”.

Alagoas: Os profissionais da educação irão realizar uma assembleia na próxima segunda-feira (20/3), para decidir as próximas atividades. A greve é por tempo indeterminado.

Bahia: Os profissionais da educação deram seguimento à greve nesta quinta-feira (16/3). A categoria decidiu pela continuidade do movimento até dia 24 de março.

Distrito Federal: Na próxima terça-feira (21/3), a categoria irá se reunir em assembleia. Os profissionais da educação do Distrito Federal decidiram intensificar as atividades e manter a greve por tempo indeterminado.

Goiás: A rede estadual iniciou a Greve Geral por tempo indeterminado. Os professores cobram cumprimento integral da Lei do Piso Nacional do Magistério. Já os administrativos exigem o pagamento da Data-base e os contratos temporários cobraram a realização de concurso público e o reajuste de seus salários, que estão congelados desde 2011.

Mato Grosso: No âmbito estadual, o será realizada uma assembleia geral na segunda-feira (20/3) para decidir os próximos passos do movimento. Nos municípios, cada subsede está definindo em assembleias. As pautas estão sendo encaminhadas positivamente para a categoria.

Mato Grosso do Sul: Em diversos municípios houve panfletagem, caminhada e protestos. A greve segue por tempo indeterminado.

Minas Gerais: Os profissionais da educação do estado aprovaram a greve por tempo indeterminado. No próximo dia 20/03, haverá um café com os deputados federais, na Assembleia Legislativa, às 9h. No dia 31/03, haverá o Congresso Extraordinário da CUT Minas.

Paraíba: A greve no estado permanece por tempo indeterminado. Os professores aprovaram a seguinte agenda de mobilização: dia 16/03, visita ao Ministério Público; dia 17/03, panfletagem em João Pessoa e debates nas regionais sobre a Reforma da Previdência; dia 22/03, debate nas regionais e na sede do SINTEP-PB, em João Pessoa, sobre a Reforma do Ensino Médio; dia 24/03, assembleias regionais e dia 27/03, assembleia geral, em João Pessoa.

Paraná: Nesta quinta-feira (16/3), os manifestantes realizaram um ato público em frente ao Palácio Iguaçu, no Centro Cívico de Curitiba e promoveram uma aula pública sobre a previdência. O comando estadual decidiu convocar uma assembleia que deverá ser realizada no sábado (18/3). A greve continua por tempo indeterminado.

Pernambuco: Nesta sexta-feira (17/3), às 14h, na Praça do Derby, será realizado ato público e unificado contra a Reforma da Previdência e pelo cumprimento do Piso Salarial Nacional do Magistério. Os professores decidiram pela greve por tempo indeterminado.

Rio Grande do Norte: A assembleia unificada do estado e municípios aprovou a deflagração da greve geral da educação por tempo indeterminado. Na ocasião, a categoria também aprovou o calendário de lutas apresentados pelo SINTE/RN, bem como as sugestões de atividades para estudantes, pais e toda a comunidade escolar.

Rio Grande do Sul: Os professores decidiram pela greve por tempo indeterminado. A agenda de atividades ainda não foi divulgada.

Rondônia: Os trabalhadores em educação aprovaram a deflagração de greve geral por tempo indeterminado. Uma reunião deve acontecer na próxima segunda-feira (20/3), às 9h, no Sintero, para debater a proposta de reforma da previdência.

Sergipe: Os professores decidiram pela greve por tempo indeterminado. A próxima ação está marcada para segunda-feira (20/3), a partir das 8h no Calçadão da rua João Pessoa. O sindicato irá realizar uma enquete sobre Reforma da Previdência e Privatização da Água. Até o momento apenas 25 municípios negociaram o reajuste do piso de 2017, na rede estadual os educadores estão sem o reajuste dos anos de 2012, 2015, 2016 e 2017.

São Paulo: Os professores da rede pública estadual de São Paulo aprovaram greve da categoria para os dias 28, 29 e 30 de março. Uma nova assembleia será realizada no dia 31 de março. No estado, a categoria também luta contra o Projeto de Lei nº 621/2016, em tramitação na Câmara Municipal, que cria o Regime de Previdência Complementar na Prefeitura de São Paulo (Sampaprev).

 
 
  12/04/2019
Boletim CNTE 832
Início dos encontros dos coletivos da CNTE
INFORMATIVO CNTE 832  
 
 
Heleno Araújo participa de palestra sobre a reforma da Previdência em Pernambuco
 
 

Programa 611 - Lançamento da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

 
 

Novo ministro da Educação, Abrahan Weintraub, indica o aprofundamento das políticas de mercantilização e privatização da educação no país

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
O Sindeducação tem recebido, ao longo das últimas semanas, diversas denúncias de professores que acusam as direções de escola, de exigir que os educadores trabalhem 15 minutos além da sua jornada, como...
O Sintero anuncia programação das Regionais para a 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Escola Pública, organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação...
Preocupado com a saúde dos profissionais da educação, o Sinteal esteve na secretaria municipal de saúde de Maceió, no dia 11 de abril, para falar sobre a campanha de vacinação contra o vírus...
Os professores da rede municipal de Educação de Riachinho estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 8 de abril. A decisão foi tomada pela categoria em assembleia geral, no dia 28 de março. O movimento...
O dia 15 de abril de 2019 marcou o início da greve da Educação no Estado do Amazonas. Os/as trabalhadores/as em educação do Estado, representados pelo SINTEAM, deflagraram o movimento grevista da categoria com uma...
O Sintero recebeu respostas de diversas reivindicações dos trabalhadores em educação, através do ofício nº4533/2019, expedido pela Secretaria de Educação do Estado de Rondônia (Seduc),...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos/as profissionais da educação básica do setor público brasileiro, repudia a atitude da...
Presidente da CNTE, Heleno Araújo, contribui com o ensaio “A Educação Cidadão ao golpe de 2016”, no livro A Constituição Traída que terá lançamento nacional em Recife -...
O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió obteve importante vitória na última sexta-feira (12), após a inédita reunião com a presença do prefeito da capital, Rui Palmeira, e que...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso renova a representação dentro do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso (CEE-MT) para a gestão 2019-2023. A nova composição,...
O governo de Jair Bolsonaro (PSL) enviou ao Congresso Nacional um Projeto de Lei (PL) que regulamenta o ensino domiciliar. O PL faz parte das metas dos 100 dias de governo do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos...
As atividades de mobilização do Dia em Defesa dos Precatórios do FUNDEF para os profissionais do Magistério prosseguiram na tarde de quinta-feira (11). O Sindeducação e o Sinproesemma promoveram um debate, com...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.