Prioridades da bancada feminina são apresentadas ao presidente do Senado

Publicado em Sexta, 02 Março 2018 16:02

banners cnte na midia 2

As senadoras Lídice da Mata (PSB-BA) e Rose de Freitas (PMDB-ES) entregaram, nesta quinta-feira (1/3), ao presidente do Senado, Eunício Oliveira, a lista com os projetos considerados prioritários pela bancada feminina do Senado. A pauta ganha força com as comemorações pelo Dia Internacional da Mulher.

A relação de propostas foi examinada e aprovada no início da manhã em reunião de trabalho da bancada feminina no gabinete da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), procuradora especial da Mulher.

Foram priorizados o PLS 228/2017 , que altera a CLT para garantir proteção a gestantes e lactantes em relação a prestação de trabalho em local insalubre; o PLC 18/2017 , relatado pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que inclui a comunicação no rol de direitos assegurados à mulher pela Lei Maria da Penha; e o PLS 612/2011 , da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que altera o Código Civil para reconhecer como entidade familiar a união estável entre duas pessoas.

Outros projetos relacionados a direitos das mulheres foram abordados na reunião da bancada. Rose de Freitas defendeu a aprovação de dois projetos seus: o PLS 241/2017 , que altera a CLT para, em caso de parto prematuro, o período de internação não se descontado da licença maternidade; e o PLS 244/2017 , que estabelece reserva de vagas para mulheres em situação de violência ou vulnerabilidade social no quadro de empregados das empresas prestadoras de serviços a terceiros, de modo semelhante ao que já ocorre no Senado.

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) disse que são boas as perspectivas para a aprovação do PLS 64/2018 , apresentado por ela nesta quarta. A matéria modifica a progressão de regime de pena, transformando uma decisão do Supremo Tribunal Federal - relativa à mães e gestantes em prisão provisória - em norma legal, estendida a gestantes ou mães já condenadas, flexibilizando a regressão de pena a 1/8. A matéria está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), para análise terminativa do relator, senador Antônio Anastasia (PSDB-MG).

As senadoras também deliberaram sobre a sessão solene que marcará, no próximo dia 7, a entrega do Diploma Bertha Lutz às deputadas que formaram a bancada feminina durante a Assembleia Nacional Constituinte de 1988.

Ainda hoje parlamentares, as senadoras Lídice da Mata (PSB-BA), Rose de Freitas (PMDB-ES) e Lúcia Vânia (PSB-GO) e a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) serão homenageadas e discursarão na sessão solene.

As senadoras também decidiram solicitar uma audiência de deputadas e senadoras com o ministro Luiz Fux, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para debater a participação das mulheres na política.

Um requerimento de Rose de Freitas, com apoio unânime, foi encaminhado à Mesa do Senado com o pedido de instalação de sessão temática no próximo dia 13 para discutir a inclusão na base curricular nacional da disciplina direitos humanos e cidadania, respeito mútuo entre meninos e meninas e adolescentes e jovens.

A proposta é convidar para a sessão o Ministro da Educação, Mendonça Filho, e representantes do Conselho Nacional de Educação, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e da União Nacional dos Estudantes (UNE).

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) sugeriu que o Observatório da Mulher contra a Violência do Senado fiscalize a aplicação da Lei 13.165/2015 , que destina 5% do fundo partidário às campanhas de mulheres.

Também participaram da reunião as senadoras Regina Sousa (PT-PI), Maria do Carmo (DEM-SE), Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-SC). Estavam presentes ainda as deputadas Gorete Pereira (PR-CE), procuradora da Mulher da Câmara, e Jô Moraes (PCdoB-MG).

Compareceram ainda a diretora-geral do Senado, Ilana Trombka; a presidente da União Brasileira de Mulheres (UBM), Vanja Santos; e Bruna Brelaz e Nara Arruda, representantes da União da Juventude Socialista e da União Nacional dos Estudantes.

(Agência Senado, 02/03/2018)

 
 
  23/03/2018
Boletim CNTE 813
Debate sobre a privatização da educação repercute para dentro e fora do Brasil
INFORMATIVO CNTE 813  
 
 
CNTE convoca trabalhadores/as a realizarem atos em defesa de Lula (07/05/2018)
 
 

Programa 601: CNTE lança campanha para o Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia

 
 

Lula é um preso político! A ditadura escancarada de Temer só sucumbirá com o povo nas ruas!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A luta das campanhas salarial 2018 das/os trabalhadoras/es em educação no interior continua a todo vapor, mostrando que a categoria, organizada pelo Sinteal e respectivos núcleos regionais, está mobilizada, exigindo das...
Por Rogério Hilário CUT-MG Dilma Rosseff, lideranças sindicais e políticas ressaltam importância da Conferência para o resgate da educação e fortalecem a luta pela democracia e a...
O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 817, que regulamenta transposição dos servidores para o quadro da União. A informação foi repassada pelos diretores do Sintero,...
O amplo e democrático processo de participação da sociedade civil na realização de conferências educacionais, uma Conferência Nacional de Educação Básica (CONEB 2008) e as duas...
Os materiais da SAM 2018 chegaram! O manual de atividades e um dossiê com todos os retrocessos para a área nos últimos anos já estão prontos no site da SAM, na aba “Materiais”, e os documentos de...
Aconteceu hoje (23/5), em Belo Horizonte-MG, o 2º Encontro do Jurídico sobre Precatórios do FUNDEF. A atividade é coordenada pelo professor Gabriel Magno Pereira Cruz, Secretário de Assuntos Jurídicos e...
A partir de hoje, a direção da CNTE encontra-se reunida na capital mineira, para somar-se às atividades da CONAPE - Conferência Nacional Popular de Educação. Desde o início do processo de...
Com o Clube Fênix Alagoana lotado, trabalhadoras/es de várias categorias do Município de Maceió, dentre elas a Educação, decidiram, em assembleia unificada, paralisar os trabalhos por 2 (dois) dias na...
Os educadores de Natal suspenderam a greve da categoria. A decisão foi tomada em assembleia na última quarta-feira (16), na ASSEN. Os profissionais deliberaram por voltar às atividades porque, na avaliação deles,...
O autoconhecimento é fundamental para a saúde e a harmonia pessoal. Pensando nisso, o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) promoveu uma palestra com a terapeuta corporal Ayuerda Enildes...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, torna público o seu mais...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), junto aos demais sindicatos e associações representantes dos servidores públicos estaduais estiveram reunidos com o governador interino, Mauro...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.