PA: Assembleia da rede estadual aprova greve

Publicado em Segunda, 04 Setembro 2017 10:44

agora E greve

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na última sexta-feira (01/09), na E. E. Cordeiro de Farias, avaliou o andamento da Campanha Salarial 2017 e deliberou pela deflagração da greve a partir do dia 14.09, definindo deste modo sua agenda para o período e demais desdobramentos de construção e organização do movimento paredista.

Após os informes gerais, a coordenação do SINTEPP esclareceu à base sobre as ações em resposta à política que o governador Jatene (PSDB) aplica na educação pública, que inclui o atraso e suspensão das reformas das escolas, submetendo trabalhadores e estudantes à condições de ensino degradantes; os erros na lotação e a violência dentro e no entorno das unidades escolares.

A Assessoria Jurídica (Asjur) do Sindicato repassou informes sobre o andamento dos processos do piso/2016, onde o governo do Estado, através da PGE, além de evidentemente estar utilizando-se de instrumentos jurídicos para o travamento da ação após impetrar no TJ-PA em 18/08, o embargo do embargo, ainda está sustentando a desfaçatez de segurar os autos do processo obrigando nossa Asjur a requerer junto a desembargadora responsável sua imediata devolução.

A Asjur explicou também sobre o andamento da Ação Civil Pública que requer o cumprimento dos 200 dias letivos, conforme prevê a LDB. Como na audiência do dia 28.08 a SEDUC sequer compareceu, já que não existem mais pudores para disfarçar o descompromisso da gestão tucana com a educação pública, o juiz responsável informou que há possibilidades da finalização do processo ainda em setembro, o que foi avaliado como uma vitória, visto a morosidade para o julgamento de outras demandas de interesse público.

No que tange a greve, a Asjur esclareceu que assim como em outras ocasiões existe a possibilidade de desconto dos dias parados, prática recorrente do governo para tentar intimidar e enfraquecer o movimento.

A denúncia da violência nas escolas, com a exemplificação de recorrentes assaltos nas unidades educacionais da região metropolitana e interior, também foi pautada, bem como a irregularidade na frequência das rondas escolares, outrora prestada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Na assembleia também se fez homenagem e referência ao professor Paulo Henrique Sousa, assassinado na semana passada no município de Igarapé-Açu e a todas as pessoas que perderam suas vidas lutando contra a corrupção dos governos.

Durante o debate, os temas mais comuns das intervenções passaram pelas péssimas condições de trabalho e a implementação de projetos que desconstroem a educação pública ao ponto de estimular a comunidade escolar a desistir do processo pedagógico. Neste sentido, a categoria está dispondo-se a enfrentar a política neoliberal de Jatene, por entender que neste momento este é o único recurso que resta como instrumento de luta direta.

O congelamento do vencimento básico, somado à redução salarial, que atravessa o segundo ano consecutivo segue os passos da política nacional do governo ilegítimo de Temer que está retirando direitos básicos da classe trabalhadora e afrontando democracia do país.

Ao término dos debates, a categoria em votação massiva, aprovou a deflagração da greve, a partir do dia 14.09, com a realização de Ato Público na SEDUC.

Entre as principais reivindicações da categoria estão:

• Cumprimento imediato da Lei nacional do PSPN;
• Unificação do PCCR
• Correção nas lotações de funcionários de escola;
• Reorganização do calendário letivo em 200 dias, em cumprimento a LDB;
• Reforma das escolas;
• Garantia de segurança pública à comunidade escolar.

(Sintepp, 04/09/2017)

 
 
  02/02/2018
Boletim CNTE 811
Preparação e a realização das Conferências Populares de Educação
INFORMATIVO CNTE 811  
 
 
INSTITUCIONAL CNTE | Resistência e Convocação para a Conape 2018 (01/12/2017)
 
 

Programa 597: CNTE faz balanço das lutas de 2017

 
 

Nota Pública: Paulo Freire continua sendo o patrono da educação brasileira

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Manifestantes realizam protestos nesta segunda-feira (19) contra a reforma da Previdência. A mobilização foi convocada por centrais sindicais. Em vários estados houve paralisação no transporte no início...
No início da manhã desta segunda-feira (19), dia nacional de luta contra a Reforma da Previdência, o Sinteal participou de uma panfletagem no terminal de ônibus do Benedito Bentes, dialogando com a população e...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) participou nesta segunda-feira (19.01) da mobilização contra a “reforma” da Previdência, em Cuiabá. O ato foi realizado na sede do...
Com trio elétrico ao som do samba enredo da escola de Samba Tuiti (RJ), "Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?” os trabalhadores da educação do município de Lauro de Freitas (Região...
Os trabalhadores da rede estadual de educação rejeitaram a proposta apresentada pelo governo e aprovaram por unanimidade a greve geral por tempo indeterminado a partir do dia 23 de fevereiro. “A proposta não contempla os...
A CUT, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), demais centrais sindicais e movimentos sociais estão nas ruas nesta segunda-feira (19) lutando contra a reforma da Previdência de Temer que...
O valor que havia sido descontado pelo governo em função da paralisação de luta em março de 2017 finalmente será devolvido aos trabalhadores e trabalhadoras junto com o salário de fevereiro. Após...
Intervenção federal no Rio de Janeiro é cortina de fumaça para derrota iminente da Reforma da Previdência e se presta para, além de avançar com o golpe no Brasil, escamotear a rejeição...
O Sindicato APEOC, juntamente com a CUT e demais centrais sindicais, convoca os profissionais da Educação do Ceará para lutar contra a Reforma da Previdência proposta pelo golpista Michel Temer. Os trabalhadores de todo o...
Aumenta a adesão à greve nacional contra a reforma da Previdência que o ilegítimo e golpista Michel Temer (MDB-SP) quer aprovar a qualquer custo ainda este mês. Se for aprovada, a reforma acaba com a aposentadoria de...
O ano letivo iniciou hoje (15/2), mas a merenda não chegou nas escolas. Professores de Fonte Boa, Urucurituba, Nova Olinda, Manaquiri, Humaitá, Lábrea e Eirunepé informaram que não tem merenda nas escolas onde...
Iniciando o ano de lutas contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, Centrais, Entidades Sindicais e Movimentos Sociais estão convocando trabalhadores e trabalhadoras para cruzarem os braços contra a Reforma da Previdência...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.