PA: Assembleia da rede estadual aprova greve

Publicado em Segunda, 04 Setembro 2017 10:44

agora E greve

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na última sexta-feira (01/09), na E. E. Cordeiro de Farias, avaliou o andamento da Campanha Salarial 2017 e deliberou pela deflagração da greve a partir do dia 14.09, definindo deste modo sua agenda para o período e demais desdobramentos de construção e organização do movimento paredista.

Após os informes gerais, a coordenação do SINTEPP esclareceu à base sobre as ações em resposta à política que o governador Jatene (PSDB) aplica na educação pública, que inclui o atraso e suspensão das reformas das escolas, submetendo trabalhadores e estudantes à condições de ensino degradantes; os erros na lotação e a violência dentro e no entorno das unidades escolares.

A Assessoria Jurídica (Asjur) do Sindicato repassou informes sobre o andamento dos processos do piso/2016, onde o governo do Estado, através da PGE, além de evidentemente estar utilizando-se de instrumentos jurídicos para o travamento da ação após impetrar no TJ-PA em 18/08, o embargo do embargo, ainda está sustentando a desfaçatez de segurar os autos do processo obrigando nossa Asjur a requerer junto a desembargadora responsável sua imediata devolução.

A Asjur explicou também sobre o andamento da Ação Civil Pública que requer o cumprimento dos 200 dias letivos, conforme prevê a LDB. Como na audiência do dia 28.08 a SEDUC sequer compareceu, já que não existem mais pudores para disfarçar o descompromisso da gestão tucana com a educação pública, o juiz responsável informou que há possibilidades da finalização do processo ainda em setembro, o que foi avaliado como uma vitória, visto a morosidade para o julgamento de outras demandas de interesse público.

No que tange a greve, a Asjur esclareceu que assim como em outras ocasiões existe a possibilidade de desconto dos dias parados, prática recorrente do governo para tentar intimidar e enfraquecer o movimento.

A denúncia da violência nas escolas, com a exemplificação de recorrentes assaltos nas unidades educacionais da região metropolitana e interior, também foi pautada, bem como a irregularidade na frequência das rondas escolares, outrora prestada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Na assembleia também se fez homenagem e referência ao professor Paulo Henrique Sousa, assassinado na semana passada no município de Igarapé-Açu e a todas as pessoas que perderam suas vidas lutando contra a corrupção dos governos.

Durante o debate, os temas mais comuns das intervenções passaram pelas péssimas condições de trabalho e a implementação de projetos que desconstroem a educação pública ao ponto de estimular a comunidade escolar a desistir do processo pedagógico. Neste sentido, a categoria está dispondo-se a enfrentar a política neoliberal de Jatene, por entender que neste momento este é o único recurso que resta como instrumento de luta direta.

O congelamento do vencimento básico, somado à redução salarial, que atravessa o segundo ano consecutivo segue os passos da política nacional do governo ilegítimo de Temer que está retirando direitos básicos da classe trabalhadora e afrontando democracia do país.

Ao término dos debates, a categoria em votação massiva, aprovou a deflagração da greve, a partir do dia 14.09, com a realização de Ato Público na SEDUC.

Entre as principais reivindicações da categoria estão:

• Cumprimento imediato da Lei nacional do PSPN;
• Unificação do PCCR
• Correção nas lotações de funcionários de escola;
• Reorganização do calendário letivo em 200 dias, em cumprimento a LDB;
• Reforma das escolas;
• Garantia de segurança pública à comunidade escolar.

(Sintepp, 04/09/2017)

 
 
  21/09/2017
Boletim CNTE 801
19 de setembro: Jornada de Luta Latino-americana em Defesa da Educação Pública
INFORMATIVO CNTE 801  
 
 
Reunião do CNE discute a Reforma da Previdência (14/09/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

CNTE faz análise sobre o PL 6.847/17, que visa regulamentar o exercício da profissão de Pedagogo

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Apoiando a cultura, a APLB Feira participou e apoiou o “Aberto do Cuca” - evento que comemora os 22 anos do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) - nesta quinta, 21. Trabalhadores em Educação participaram com a...
O Paulo Freire em setembro realizou, na terça-feira (19), uma Jornada Latino Americana de Luta em Defesa da Educação Pública, Gratuita, Laica e Emancipadora. Pela manhã, a iniciativa foi toda realizada no...
Diretoras do Sinteal participaram, na tarde dessa quinta-feira (21/09), no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Maceió, no Centro desta capital, de um ato conjunto juntamente com companheiras dos demais movimentos...
Na tarde dessa quarta-feira (20), as diretoras do Sinteal Ivanilza Fabricio e Neide Aparecida, junto com a assessoria jurídica da entidade, estiveram reunidas na Promotoria de Justiça de Maragogi, com a Drª. Francisca Paula...
Na manhã desta quarta-feira (20), a direção do SISMMAC se reuniu com professoras e professores da rede municipal para repassar novas orientações sobre como organizar a reposição dos dias de...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa dos trabalhadores na educação básica pública de todo o país, vem a público REPUDIAR a...
Numa fala análoga à xenófoba, o vereador afirmou que os professores que não moram no bairro de Itinga têm nojo das crianças do referido bairro; além de declarar abertamente que é contra a escolha...
A CNTE participa nesta quinta-feira (21), em Fortaleza (CE), da Audiência Pública que debate nesta manhã o pagamento do precatório do Fundef e, a partir das 14h, a proposta do Novo Fundeb . O sindicato Apeoc-CE, com o apoio...
Após deliberação em assembleia realizada na última terça-feira (19), sete profissionais da educação municipal iniciaram às 18h00 desta quarta-feira (20), uma greve de fome por tempo indeterminado....
Paulo Freire em setembro reuniu, na última terça-feira (19), estudantes, educadores e representantes de intuições de ensino e sindicatos no auditório do Centro de Educação da UFPE, no Recife. Anualmente,...
A assembleia da rede municipal de educação foi realizada na noite da última terça-feira (19), em frente à Câmara Municipal de Palmas. Os profissionais da educação votaram por unanimidade pela...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica brasileira, torna pública a sua mais irrestrita solidariedade ao...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.