MT: Educadores de cinco regiões de MT aderem à paralisação nacional

Publicado em Segunda, 13 Novembro 2017 10:21

Canabrava do Norte

Trabalhadoras e trabalhadores da Educação das 15 regionais do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) aderiram à paralisação nacional realizada na sexta-feira (10/11). Os protestos ocorreram nas ruas, escolas e praças, onde o objetivo foi alertar a população sobre os retrocessos trazidos pela “reforma” trabalhista, que entrou em vigor no último sábado (11/11), e a “reforma” da Previdência, que atualmente tramita no Congresso Nacional.

As fortes chuvas que caíram na Capital e região no período da tarde reduziu mas não desanimou os manifestantes que se reuniram em Cuiabá, na Praça Alencastro. O protesto mobilizou além de educadores, bancários, trabalhadores da indústria, profissionais da Saúde, servidores públicos, estudantes e movimentos sociais. No ato foi reforçada a importância da Campanha Nacional pela anulação da “reforma’ trabalhista, que recolhe assinaturas em todo o país para apoiar o projeto de lei de iniciativa popular que revoga a Lei nº 13.467/2017, mais conhecida como “reforma” trabalhista.

Na Baixada Cuiabana os profissionais da Educação nos municípios de Acorizal Chapada dos Guimarães, Poconé, Nossa Senhora do Livramento e Jangada paralisaram as atividades por 24 horas, além de realizarem debates nas escolas e atos públicos.

Em Rondonópolis, regional Sul, os/as profissionais da educação realizaram um ato público na Praça Brasil e depois caminharam pelo Centro com faixas e cartazes. Em Pedra Preta, as “reformas” foram discutidas durante assembleia geral da Educação na Escola Estadual 10 de dezembro. No município de Jaciara, o debate também aconteceu durante uma assembleia. Em Primavera do Leste a campanha foi divulgada nas escolas e para encerrar o dia, os profissionais da Educação de São Pedro da Cida realizam protesto na praça central.

No Nortão, Alta Floresta reuniu educadores em assembleia para discutir as “reformas” trabalhista e da Previdência. Em Sinop, o ato público ocorreu em frente à Prefeitura, além da paralisação das atividades escolares por 24 horas. No município de Cláudia durante a manhã foi realizado um ato público e à tarde o debate foi realizado no campus da Unemat. A rede municipal e as escolas estaduais em Peixoto de Azevedo também aderiram à paralisação nacional, além da realização de um ato público na praça central. Também paralisaram as atividades as escolas localizadas em Colíder, Nova Guarita e Nova Santa Helena.

Em Barra do Bugres, Nova Olímpia, Tangará da Serra, Denise, Arenápolis e Santo Afonso, no Médio Norte de Mato Grosso, os trabalhadores da Educação realizaram atos públicos na região central de cada município. No Noroeste do estado foram realizados encontros para o debate e reflexão sobre as “reformas”, em Colniza e Juína (que também teve paralisação de 24 horas nas escolas). Canabrava do Norte representou a região Leste com café da manhã e reunião para os trabalhadores e trabalhadoras.

“Projetos como as 'reformas' trabalhista e da Previdência só trazem prejuízos aos trabalhadores por retirarem direitos que são fruto de muita luta. Apenas com a organização e mobilização da classe trabalhadora irá impedir esses retrocessos. Não iremos nos calar”, afirma o presidente do Sintep/MT, Henrique Lopes.

(Sintep/MT, 13/11/2017)

 
 
  19/06/2018
Boletim CNTE 815
Instituto divulga relatório sobre o PNE e os resultados tendem a piorar
INFORMATIVO CNTE 815  
 
 
Heleno Araújo conclama categoria para apoiar greve dos eletricitários
 
 

Programa 602: Heleno Araújo participa de audiência pública no senado sobre violência nas escolas

 
 

Lula é um preso político! A ditadura escancarada de Temer só sucumbirá com o povo nas ruas!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Os membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI) se reuniram à portas fechadas com seus membros a mando governador Wellington Dias para aprovar o reajuste de...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, declara o seu APOIO aos/às...
Os trabalhadores em Educação da rede municipal de Goiânia realizaram novo Ato Unificado, com Assembleia da categoria, na manhã desta quinta-feira (21), na Câmara de Vereadores. Durante a Assembleia foi informado...
Uma decisão liminar determinou que a prefeitura de Guaraí (TO) assegure a professora da rede municipal, Iolanda Bastos, o direito de licença para mandato classista, inclusive com reconhecimento como hora trabalhada na...
A juíza Fabiana Oliveira de Castro julgou procedentes as ações judiciais impetradas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Sergipe (Sintese) e decidiu que os educadores que se...
A assessoria jurídica do Sintero concluiu o estudo acerca da Medida Provisória 817 sancionada com vetos e convertida na Lei nº 13.681, confirmando que as emendas propostas pelo Sintero e apresentadas pelo senador Valdir Raupp foram...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e coordenador do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), Heleno Araújo, participou, hoje (20), do Seminário...
A subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Várzea Grande conseguiu ganho de causa em uma ação civil pública para o pagamento de 1/3 de hora-atividade para os/as...
Trabalhadores em educação do município de Ponte Alta (TO) realizaram nesta quarta-feira, 20 de junho, manifestação contra as atrocidades cometidas pelo prefeito contra os profissionais. De acordo com a categoria, a...
Professores aposentados de várias regionais do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) participaram do 5º Encontro Estadual de Professores Aposentados, realizado na...
A presidente do Sintet Regional de Guaraí (TO), Iolanda Bastos e o Secretário de Saúde do Trabalhador do Sintet Reg. Guaraí, professor João Machado cobraram o cumprimento das progressões e PCCR em Colmeia,...
A mobilização por valorização dos/as servidores/as públicos/as de Maceió continua forte. Com paralisação marcada para esta quarta e quinta-feira (20 e 21/06), o movimento unificado realizou, na...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.