RO: Governo se nega a cumprir a lei e não atende reivindicações da educação

Publicado em Quarta, 28 Fevereiro 2018 13:59

2018 02 28 giro rondonia

Na terça-feira, dia 27/2, a direção do Sintero teve uma nova reunião com os integrantes da MENP – Mesa de Negociação Permanente, do governo do estado, em mais uma tentativa frustrada de negociação para o atendimento das reivindicações.

Entre outros itens, os trabalhadores em educação querem que o governo cumpra a Lei nº 11.738/2008 (lei do piso salarial do Magistério), a Lei nº 3.565/2015, que instituiu o Plano Estadual de Educação, e crie um piso salarial para os Técnicos Educacionais no valor de 60% do salário dos professores. Hoje os Técnicos ganham pouco mais de um salário mínimo devido às perdas salariais acumuladas.

Durante a reunião, que teve a participação da Diretoria Executiva do Sintero e de representantes de todas as Diretorias Regionais, a presidente do Sintero, Lionilda Simão, reiterou as reivindicações elencadas na proposta de Plano de Valorização da Educação e os problemas já relatados em reuniões anteriores.

Enquanto uma multidão de trabalhadores em educação participava de manifestação em frente ao Palácio Rio Madeira (CPA), na sala de reuniões da Casa Civil o governo negava o atendimento das reivindicações através dos secretários Emerson Castro (Chefe da Casa Civil), George Braga (Planejamento), Wagner Garcia de Freiras (Sefin), Márcio Félix (adjunto da Seduc) e alguns técnicos. O governador Confúcio Moura novamente não participou da audiência.

Após um breve debate, os secretários apresentaram como proposta o pagamento de complemento de piso aos professores que têm vencimento inferior ao valor do Piso Salarial Nacional, levantamento do custo para demitir os 545 professores emergenciais com a possibilidade de utilizar o valor nos salários dos professores concursados, e criação de uma força-tarefa para acelerar a tramitação dos processos de aposentadoria.

A diretoria do Sintero adiantou aos representantes do governo que essa proposta não atende às necessidades da categoria, mas será apresentada em assembleia para avaliação dos próprios trabalhadores.

Governo nega criação de piso salarial para os Técnicos Educacionais

Ainda durante a reunião, a diretoria do Sintero tentou discutir a necessidade de se implantar um piso salarial para os Técnicos Educacionais, conforme descrito na Lei nº 3.565/2015 (Lei do PEE), no percentual de 60% do valor do Piso Nacional do Magistério, o que atualmente daria um salário de R$ 1.473,21.

A proposta foi praticamente ridicularizada pelos representantes da gestão Confúcio Moura, sendo considerada inviável pelo governo.

Isso demonstra que o governo do estado não tem interesse nem vontade política de valorizar a educação, o que revolta a categoria e resulta em mais adesões à greve.

Greve ganha força em todo o Estado

A greve dos trabalhadores em educação ganha força em todo o Estado a cada dia que passa. Isso demonstra a insatisfação da categoria com a situação, principalmente com o salário. As Diretorias Regionais têm trabalhado na conscientização e na mobilização dos trabalhadores, e a categoria concorda que para obter qualquer conquista, é preciso lutar.

VEJA COMO ESTÁ A GREVE NO ESTADO, EM PERCENTUAL DE ADESÃO

Regional Norte ............... 65%
Regional Mamoré ........... 80%
Regional Estanho ........... 50%
Regional Centro II .......... 70%
Regional Rio Machado .. 60%
Regional Guaporé .......... 30%
Regional Café ................. 90%
Regional Mata ................. 80%
Regional Apidiá .............. 45%
Regional Cone Sul ......... 70%

(Sintero, 28/02/2018)

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 605: Vidas Negras Importam - Dia da Consciência Negra

 
 

Parlamentares, educadores/as, estudantes e sociedade derrotam o projeto da Lei da Mordaça na Câmara dos Deputados: uma vitória da resistência!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Professora BebelPresidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de SP)Deputada Estadual eleita O arquivamento da tramitação do projeto da “escola sem partido” na comissão especial da Câmara dos...
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado A Comissão de Educação do Senado Federal iniciou hoje a discussão do PLC 88/2018 (oriundo do PL 1.287/11, da Câmara dos Deputados), que estabelece diretrizes para a...
“Eu sou aquela mulher  a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida E não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista.” Cora...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica pública brasileira, vem a público exigir...
A defesa dos direitos dos trabalhadores deverá enfrentar muitas dificuldades no cenário político que se aproxima, em 2019. A análise é da Secretária de Finanças da CNTE - Confederação...
Nesta segunda-feira (10/12), a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu um debate em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituída...
Texto e fotos: Jordana Mercado Após dois dias (06 e 07) de debates e reflexão, encerrou-se hoje, em Curitiba-PR, o encontro do Coletivo de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação...
Os representantes do Fórum Sindical, entidade a qual o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) faz parte, compareceram a Casa Civil, na manhã desta sexta-feira (07/12), para cobrar esclarecimento...
TCU rejeita subvincular parcela dos precatórios do FUNDEF ao magistério e demais trabalhadores em educação No dia 5 de dezembro de 2018, o Tribunal de Contas da União – TCU decidiu por unanimidade manter...
A comissão especial que analisa a proposta da Escola sem Partido (PL 7180/14) adiou para a próxima terça-feira (11), às 9h, a sessão para votar o relatório do deputado Flavinho (PSC-SP) na Câmara dos...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) se posiciona contra os professores refazer o trabalho de inserção de dados no Sistema de Gerenciamento Educacional (SGE), da Secretaria Estadual de...
Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, Subsede Betim cobra transparência e diálogo sobre projeto que tramita na Câmara Municipal daquela cidade. No último dia 21 de novembro de...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.