AL: Trabalhadoras/es em educação realizam assembleia no Sinteal e realizam protesto contra o Governo do Estado

Publicado em Quinta, 10 Maio 2018 11:18

2018 05 10 giro sinteal

Dentro da campanha salarial em defesa do reajuste de 6,81% (piso nacional da educação 2018) e dos demais pontos da pauta de reivindicações da categoria, trabalhadoras/es da rede pública estadual da educação, organizados pelo Sinteal, realizaram, na manhã desta quarta-feira (9/5), um protesto contra o Governo do Estado, aproveitando a presença do governador Renan Filho, em evento realizado no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (CEPA), no bairro do Farol.

Antes, as/os trabalhadoras/es realizaram assembleia geral, na sede do Sinteal. Nas faixas e cartazes, entre outras reivindicações e protestos, a palavra de ordem principal era “Não ao reajuste de fome de 2,95%! A educação exige Carreira e Piso; 6,81%, já!”.

Assembleia geral

Na assembleia, o Sinteal repassou as últimas informações sobre a luta da campanha salarial, as tentativas de negociação com o Governo do Estado, Seduc, Seplag etc. Em sua fala, a presidenta do Sinteal, Consuelo Correia criticou a postura do governador: “Nos discursos de campanha a gente cansa de ouvir que a educação é ‘prioridade’, mas na hora de realmente valorizar, coloca na vala comum. Não respeita quem tem legislação própria, quem tem recursos próprios. Em Alagoas, a educação só está bonita na mídia”.

Palestra sobre assédio moral

A plenária da assembleia também teve a oportunidade de participar de importante palestra sobre o tema “Assédio Moral”, com a psicóloga Patrícia Vieira, do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e da advogada Paula Simony, do Centro de Defesa dos Direitos da Mulher (CDDM).

Na apresentação da palestrante, Consuelo Correia ressaltou a importância do tema e a necessidade de “fazer o debate e fortalecer a luta contra o assédio moral”.

Protesto no CEPA contra o Governo

Terminada a assembleia, mais de duzentos trabalhadoras/es, juntamente com diretoras/es do Sinteal, saíram da sede do Sinteal, no Mutange, até o Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (CEPA), no Farol, onde realizaram um protesto contra o Governo do Estado, aproveitando a presença do governador Renan Filho em evento oficial, denunciando, com o apoio dos estudantes, o descaso do governo contra a categoria.

A presidenta do Sinteal, Consuelo Correia, enfatizou que “parede não educa ninguém, já que, mesmo sendo importante existir estrutura física, mais importante ainda é existir profissionais valorizados e respeitados, e em Alagoas não se vê isto”.

Já a vice-presidenta do Sinteal, Célia Capistrano, fez duras críticas quanto ao desrespeito que o governo estadual vem demonstrando quanto à pauta das/os trabalhadoras/es em educação e tocou em outra questão grave: “O Sinteal cobrar ao governo mais responsabilidade e os cuidados necessários com os serviços de transporte escolar, onde ocorrem escândalos de assédio sexual praticados por motoristas contra estudantes, já denunciados pelo sindicato, que exige a presença de um educador no ônibus para acompanhamento dos alunos. E não basta demitir o infrator, porque é necessário corrigir o grave erro na falta de acompanhamento”.

O protesto do Sinteal e das/os trabalhadoras/es foi amplamente apoiado pelos estudantes presentes, que chegaram a vaiar o chefe do Executivo estadual, cobrando diretamente melhorias na qualidade da merenda e problemas de infraestrutura em suas escolas, como foi o caso de estudantes da Escola Estadual José Silveira Camerino, no próprio CEPA.

O pedido para falar feito por alguns estudantes em frente à mesa de convidados foi negado pelo cerimonial de governo. Em contrapartida, até o meio-dia, quando o protesto acabou, o governador ainda não havia falado no evento.

(Sinteal, 10/05/2018)

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 606 - Vitória: projeto "Escola Sem Partido" é arquivado

 
 

Carta aberta aos(às) trabalhadores(as) em educação e à sociedade sobre os retrocessos na agenda social do país

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Com o tema “Uma construção coletiva: a resistência do magistério público à BNCC e padronização curricular” o SINTESE realiza dia 01 de fevereiro, das 8h às 16h, no auditório...
Desde o dia 1º de janeiro, o piso salarial do Magistério válido para todos os docentes do país é de R$ 2.557,74. Isso representa um reajuste de 4,17% frente aos R$ 2.455,00 em 2018. O valor corresponde ao vencimento...
Em seus primeiros dias do novo mandato, o novo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), publicou um decreto para bloqueio de R$ 8 bilhões das contas públicas do Estado. Isso significa que o governo poderá deixar de gastar...
Além de toda a luta coletiva que a rede estadual tem feito, o Sind-UTE/MG tem travado uma luta para que o Judiciário cumpra seu papel na garantia de direitos para os servidores e servidoras da educação. Até o mês...
O ano letivo na rede estadual de ensino de São Paulo se iniciará sob a égide de um novo governo, com problemas acumulados ao longo de anos e uma nova situação que poderá agravar ainda mais a falta de professores...
Como parte da Campanha Mundial contra a Privatização e o Comércio da Educação, a CNTE convida sindicatos filitados a participarem da apresentação do estudo sobre este tema realizado pela Internacional da...
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), ao repercutir a escala de pagamento anunciada pelo governo do Estado, nesta terça-feira (8/1/19) faz as seguintes considerações: O...
Nesta sexta-feira, 11 de janeiro, acontece a primeira Assembleia Geral da Educação de 2019. O encontro será realizado às 15h, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da...
Desde que algumas redes começaram a anunciar o adiamento do início do ano letivo de 2019, e que essa possibilidade foi aventada no município de Betim, diante da publicação do Decreto de Estado de Emergência...
Na tarde desta segunda-feira (07/01/19), a direção estadual do Sind-UTE/MG solicitou ao Governador Romeu Zema que abra processo de negociação com a entidade. A solicitação foi feita com urgência,...
Após convocação feita pelo Núcleo Regional do Sinteal de Palmeira dos Índios, trabalhadoras/es em educação da rede pública municipal de Maribondo participaram, na manhã desta 2ª feira...
O Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) expressa de forma veemente o REPÚDIO, ao governo do estado de Mato Grosso, que tomou posse no dia 01 de janeiro de 2019, Mauro Mendes....
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.