SC: Governo de SC mantém política de desmonte da educação e anuncia fechamento de turmas do CEDUP e outras medidas

Publicado em Quarta, 27 Junho 2018 10:39

banners giro pelos estados 2

A gestão de Pinho Moreira (MDB) está claramente atrelada a política de Michel Temer (MDB), nos ataques a educação e aos direitos dos trabalhadores. Um continuísmo do Governo Colombo (PSD) que em dois mandatos precarizou o trabalho, sucateou escolas e desvalorizou o magistério, destruindo a carreira dos/as trabalhadores/as em educação.

Seguindo essa linha, medidas e orientações para o segundo semestre que incluem ameaça sobre o gozo de licença prêmio, a reordenação de turmas o fechamento de escolas e o cancelamento de novas matrículas nos CEDUPs foram anunciadas pela Secretaria de Educação, que tem Simone Schramm como Secretária, que atua com mão de ferro em cima do magistério.

O SINTE/SC ressalta que tais medidas seguem a cartilha da EC 95 que congela por 20 anos os investimentos com a educação, saúde, segurança, representando cortes nas áreas fundamentais para qualidade de vida e desenvolvimento humano. Em SC, o Governo quer economizar às custas da qualidade da educação e demissão de professores.

Além de não respeitar a constituição e mais uma vez não cumprir os 25% em educação, ficando abaixo dos 23% na estimativa deste ano de 2018, a secretaria de educação é a mais atingida pelos contingenciamentos, sendo que, a metade do orçamento não executado pelo governo é na Educação.

A secretária a todo momento fala em risco em relação à folha de pagamento, mas como é sabido o percentual do FUNDEB aplicado na folha de pagamento tem reduzido consideravelmente, ficando abaixo dos 80%, o que seria o ideal, segundo o ex-secretário Deschamps, de modo que esse discurso é panfletário e objetiva apenas justificar a política de cortes que chega ao absurdo, como o caso de não oferta de matrículas nos CEDUPs.

Corte de novas matrículas nos CEDUPs – Centros de Educação Profissional

Em Ofício Circular Nº215/18, a SED suspende a oferta de novas matrículas nos CEDUPs para o 2º semestre de 2018 para os centros que oferecem vagas no meio do ano. As consequências serão de demissões de trabalhadores ACTs e redução de carga horária. Em Joinville os professores do CEDUP que ofereceria 575 novas vagas, realizaram manifesto na manhã de hoje, pois há um prejuízo educacional aos jovens e adultos que tentam um espaço no mercado de trabalho.

Os CEDUPs oferecem cursos conforme a vocação local, podendo ser na área agrícola, industrial, tecnológica, de construção civil, saúde e outros. Uma oportunidade única para muitos jovens e adultos terem acesso à educação técnica de forma gratuita e assim poderem ingressar no mercado de trabalho. Suspender as matrículas é retirar da classe trabalhadora a oportunidade de obter qualificação profissional, algo tão cobrado pelo mercado e assim deixá-los a mercê do desemprego.

O SINTE/SC orienta aos profissionais dos CEDUPs que juntamente com as regionais do sindicato denunciem ao Ministério Público a suspensão da oferta de vagas. Também que encaminhem ofício a SED e Comissão de Educação da ALESC, manifestando a contrariedade da comunidade escolar, destacando o prejuízo aos estudantes que necessitam das vagas.

Reenturmação e não desdobramento de turmas

Em ataque as condições de trabalho do magistério, bem como, da qualidade da educação e a dignidade dos estudantes, a prática que faz a junção de turmas, podendo superlotar as salas de aula também foi anunciada. A medida visa a economia, pois ao unir turmas podem diminuir o quadro de professores, demitindo ACTs. Também foram suspensos os desdobramentos.

Licença Prêmio

Estão todas suspensas. São liberadas apenas em caso de aposentadoria. Um desrespeito a uma conquista do magistério, de anos de trabalho, a retirada de um direito que pode atingir a saúde física e emocional do/a profissional que necessita de um período de descanso.

(Sinte-SC, 27/06/2018)

 
 
  17/09/2018
Boletim CNTE 820
19ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública: um momento de reflexão para avançar no futuro!
INFORMATIVO CNTE 820  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 604: Em audiência pública, CNTE reitera posicionamento contrário à BNCC

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores/as das escolas públicas brasileiras, vem a público repudiar a proposição...
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados Nessa quarta-feira (19/09), o secretário de Assuntos Jurídicos e Legislativos da CNTE, Gabriel Magno, participou de uma Comissão Geral para debater o uso de recursos de...
Desde de segunda-feira (17/09), ocorre em todo o Brasil a 19ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública. Conforme orientação da Confederação, o Sindicato dos...
Os recursos referentes à parcela de agosto do salário-educação estão disponíveis a partir desta sexta-feira (14), na conta corrente de estados, municípios e do Distrito Federal. Responsável pela...
Com a participação de mais de 450 profissionais da educação, aconteceu entre os dias 14 e 16 de setembro, o Encontro Extraordinário de Educação do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de...
A CNTE esteve presente na audiência pública que debateu a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio na manhã desta sexta-feira (14), em Brasília. A secretária de finanças da CNTE, Rosilene...
“A Emenda Constitucional 95 aponta para um futuro sombrio aonde a Educação será cada vez mais mercantilizada e dominada pela iniciativa privada”, afirmou o secretário de assuntos municipais da...
O Sindicato do Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) realiza, a partir desta sexta-feira (14.09), no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá, três dias (14, 15 e 16) de Encontro Extraordinário de...
A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) realizou na quarta-feira (12/9), o Seminário Sobre a Conjuntura Educacional com o Presidente da CNTE (Confederação Nacional dos...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), através de Regional de Palmas, vem por meio dessa nota expressar repúdio contra a direção do CMEI Sementinhas do Saber, por viabilizar...
Jordana Mercado Reunido desde ontem (11) em Curitiba-PR, o Coletivo de Aposentados e Assuntos Previdenciáriosda CNTE está tendo as atividades numa dinâmica de debate, socialização das melhores práticas entre os...
El Grupo de Trabajo CLACSO Indígenas y espacio urbano Manifiesta su adhesión al comunicado: La dirección y los miembros investigadores del programa de investigación “Economía política y formaciones...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.