Área de juventude da CNTE debate educação em evento internacional

Publicado em Quinta, 27 Julho 2017 09:44

Bruxelas

O coordenador de juventude da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Carlos Guimarães, participou de agenda da Internacional da Educação (IE) em Bruxelas, na Bélgica, de 17 a 20 de julho. O evento, que teve a presença de 30 países e cerca de 50 jovens, proporcionou o debate sobre a situação educacional em diversos países e a atuação da juventude nos sindicatos.

Durante a programação, o grupo pode conhecer a história da IE, a abrangência do trabalho, ter acesso aos documentos aprovados no último congresso, bem como realizar propostas e se apropriar dos desafios do desenvolvimento sustentável, no documento “As cartas sobre a mesa: os sindicatos transformam a agenda 2030”.

Para Carlos Guimarães, o Brasil que, desde 2002, costumava ser exemplo para os países na erradicação da fome e da pobreza e na equiparação do direito ao acesso e na permanência nas escolas primárias, secundárias e de nível superior, agora passa por retrocesso. “Com o golpe parlamentar de estado, em 2015, o que vimos, até o momento, é o corte e congelamento nos programas da seguridade social e da educação, assim como o ataque permanente às organizações que defendem esta pauta. Aproveitamos este espaço internacional para denunciar o desmonte da educação, assim como a imposição de uma reforma do ensino médio excludente e também o ataque aos direitos trabalhista e previdenciário”, destaca o coordenador da CNTE.

De acordo com ele, a Internacional da Educação, assim como as entidades filiadas, devem atuar junto à sociedade e aos governos para a implementação da agenda de desenvolvimento, proposta pela Assembleia nas Nações Unidas em 2015. O documento traz 17 objetivos, dentre eles o de garantir educação inclusiva, equitativa, e de qualidade.

Como dicas para a atuação dos sindicatos, o diretor da CNTE menciona a importância de se explicar aos filiados as metas da agenda 2030, estabelecer as prioridades mais urgentes na área de educação e integrar os desafios para o desenvolvimento sustentável nos planos nacionais. “Os sindicatos e a sociedade civil devem acompanhar e denunciar todo ataque dos golpistas imposto à democracia e aos direitos, indo contra o acordo assinado em 2015. Até 2030, todos os anos, no mês de julho, os países serão chamados na ONU para prestar contas sobre o que fizeram”, explica Guimarães.

 

 
 
  02/02/2018
Boletim CNTE 811
Preparação e a realização das Conferências Populares de Educação
INFORMATIVO CNTE 811  
 
 
INSTITUCIONAL CNTE | Resistência e Convocação para a Conape 2018 (01/12/2017)
 
 

Programa 597: CNTE faz balanço das lutas de 2017

 
 

Nota Pública: Paulo Freire continua sendo o patrono da educação brasileira

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Se a proposta discutida na assembleia dos trabalhadores em educação no último dia 19/02, foi considerada ruim, o pior ainda estar por vir. O governo do estado encaminhou, no final da tarde do dia 19/02, a proposta apresentada por...
A Associação de Moradores da Comunidade de Novo Horizonte, localizada em Barra de Jangada irá realizar no próximo dia 26 de fevereiro, às 15h, um Ato de Resistência Contra o Feminicídio e o ponto de...
Em reunião realizada entre o Sinteal e o Secretário Municipal de Educação de Chã Preta, na última quarta-feira (21), durante a caravana do Sinteal na região de Viçosa, a presidenta Consuelo...
Diretoras/es do Sinteal fecharam, na tarde desta quinta-feira (22/2), na Regional Viçosa, as atividades de organização e luta das/os trabalhadoras/es em educação, na 4ª etapa da “Caravana do Sinteal: porque...
Por Aloizio Mercadante A decisão do ministro da Educação, Mendonça Filho, do governo golpista de Michel Temer, de acionar órgãos de controle para que seja analisada a legalidade do curso “o golpe de 2016...
Por Rosilene Corrêa* A luta por educação pública, de qualidade e democrática está nas raízes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE. Nascida como...
Retomando as ações de luta das “Caravanas do Sinteal: porque a luta não para!” em 2018, a região de Viçosa recebe a equipe completa do Sinteal nesta quarta-feira (21). Visita às escolas de nove...
O primeiro dia da greve dos trabalhadores em educação estaduais de Rondônia atingiu todo o Estado e foi considerado um sucesso pela diretoria do Sintero. Um levantamento feito durante o dia constatou que existe greve em todos os...
A partir desta quarta-feira (21/02), as aulas estarão suspensas nas escolas estaduais. Isso porque os trabalhadores em educação se reuniram em assembleia na quinta-feira, dia 15/02, e decidiram entrar em greve por tempo...
A falta da certidão que atesta o tempo de atividade escolar tem atrasado a aposentadoria de alguns professores (as) da rede pública estadual no Tocantins. De acordo a assessoria jurídica do Sindicato dos Trabalhadores em...
Em assembleia realizada com a base municipal de Maceió, nesta terça-feira (20/2), o Sinteal foi informado que a Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed) vem determinando a elaboração do...
Nesta segunda-feira (19/2), o SINTEGO marcou presença em um grande Ato contra a Reforma da Previdência do governo golpista de Michel Temer, em Goiânia. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás –...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.