Diálogos sobre os precatórios do Fundef, em Fortaleza (CE)

Publicado em Quinta, 21 Setembro 2017 11:54

cnte apeoc set2017


A CNTE participa nesta quinta-feira (21), em Fortaleza (CE), da Audiência Pública que debate nesta manhã o pagamento do precatório do Fundef e, a partir das 14h, a proposta do Novo Fundeb . O sindicato Apeoc-CE, com o apoio das entidades filiadas dos estados e municípios que receberam complementação do Fundef, defende a destinação de 60% destes recursos para o pagamento dos profissionais do magistério. Até o momento o Executivo não aceita destinar o percentual mínimo de 60% aos profissionais do Magistério.

Durante a tarde, o debate será sobre o Novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A CNTE e as entidades filiadas reivindicam que este fundo seja permanente, assegurando os direitos já conquistados dos profissionais da Educação e a ampliação do ensino público com qualidade. Também pleiteiam que o Fundo seja garantido na Constituição e também revigorado com mais recursos da União, ampliando a complementação de 10 para no mínimo 30%.

Histórico da luta pelo pagamento do Fundef
O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) foi instituído em 1996. O sindicato Apeoc-CE identificou que a complementação da União para os municípios do Ceará não estava sendo feito da maneira correta. Esse recurso é devido para municípios e estados do nordeste que não puderam chegar ao custo anual mínimo e teriam que receber uma complementação da União.

Para pleitear o devido pagamento, o sindicato realizou diversas reuniões com prefeitos e, junto a eles, pressionou para que a União pagasse esses valores que devem complementar o salário dos professores. O caso foi parar na justiça e o STF decidiu pelo pagamento desses valores. Essa vitória dos prefeitos garantiu uma série de precatórios que começaram a ser pagos em 2015.

O problema é que a tese dos prefeitos não definiu como aplicar esses recursos para os professores – eles avaliaram que se trata de uma verba indenizatória e que por isso poderiam usá-la como bem entendessem. Em defesa dos professores, o sindicato Apeoc-CE formulou a tese de que esse dinheiro deveria ser investido no magistério, já que os recursos são originários do Fundef.

O sindicato, então,entrou com diversas ações na justiça para garantir que pelo menos 60% desses recursos para o magistério, evitando que os prefeitos desviassem as verbas para outras categorias. A CNTE apoia o Apeoc-CE e também defende que essa experiência se multiplique em outros municípios e estados do Nordeste que também tiveram seus repasses limitados.

Sobre o Fundef
O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) foi instituído pela Emenda Constitucional n.º 14, de setembro de 1996, e regulamentado pela Lei n.º 9.424, de 24 de dezembro do mesmo ano, e pelo Decreto nº 2.264, de junho de 1997. O FUNDEF foi implantado, nacionalmente, em 1º de janeiro de 1998, quando passou a vigorar a nova sistemática de redistribuição dos recursos destinados ao Ensino Fundamental. Os recursos do FUNDEF foram empregados exclusivamente na manutenção e desenvolvimento do Ensino Fundamental e, particularmente, na valorização do seu Magistério. Saiba mais: http://fundef.apeoc.org.br/fundef/

 
 
  13/10/2017
Boletim CNTE 803
15 de outubro - Dia de Luta pela Educação e pelo Brasil
INFORMATIVO CNTE 803  
 
 
Uma homenagem a todos/as que fazem da escola um local de dedicação e amor (15/10/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

CNTE avalia como retrocesso a decisão do STF em permitir o proselitismo religioso nas escolas públicas

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Os diretores do Sinte-PI, João Correia e Filomena Cristina, juntamente com os dirigentes do Núcleo Regional de José de Freitas visitaram a Unidade Escolar Elon Machado Moita, no município de Lagoa Alegre do Piauí,...
Em resposta à truculência do prefeito de Matriz do Camaragibe com os trabalhadores e as trabalhadoras em educação, o Sinteal realizou, na manhã desta terça-feira (17/10), um ato público de protesto pelas...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) convoca os/as trabalhadores/as das rede municipais e estadual de educação para a mobilização contra a PEC 10/2017, que congelará os...
Mais do que o Dia do Professor, o 15 de outubro foi momento de relembrar as lutas da Educação e render homenagens aos educadores do país. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE...
Presente em quase todos os municípios de Alagoas com seus núcleos regionais e municipais, o Sinteal dá início, a partir da próxima quinta-feira (19), à “Caravana do Sinteal: porque a luta não...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE, Heleno Araújo, participará da conferência-debate “Depois de Lula: educação e sociedade no Brasil”, que...
Foto: Elza Fiuza A falta de reconhecimento e de condições de trabalho tem atraído cada vez menos alunos para uma profissão que já esteve entre as mais valorizadas no país: a de professor. A cada 100 jovens...
O Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) lançou nota de repúdio sobre a ingerência do Sistema CREF/CONFEF no trabalho dos professores e professoras de Educação Física na escola de...
O Coordenador Geral do ASPROLF, Valdir Silva, participou na manhã desta terça-feira (11/10), de uma reunião de pais e/ou responsáveis na Escola Municipal Ipitanga no Centro de Lauro de Freitas (Região Metropolitana de...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (SINTET) vem a público manifestar repúdio ao pronunciamento do deputado estadual, Alan Barbiero, pelo seu desnecessário posicionamento a respeito da...
Neste mês de outubro, o Sinteal, através de suas diretoras e seus diretores, veste literalmente a camisa em apoio à Campanha “Outubro Rosa”, versão 2017. O “Outubro Rosa” é um movimento que...
Com caras pintadas, segurando bandeiras e faixas, estudantes de escolas estaduais participam nesta quarta-feira (11), do acampamento na Assembleia Legislativa contra a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 10/2017,...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.