Educadores promovem Ato Político e Pedagógico em Defesa da Educação Pública

Publicado em Sexta, 22 Setembro 2017 10:33

DSC 4418 Copia

O Paulo Freire em setembro realizou, na terça-feira (19), uma Jornada Latino Americana de Luta em Defesa da Educação Pública, Gratuita, Laica e Emancipadora. Pela manhã, a iniciativa foi toda realizada no auditório do Centro de Educação, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Já no turno da tarde, as atividades foram promovidas no Lago do Cavouco, também na UFPE, no Recife.

O turno da tarde começou com um pic-nic próximo ao Lago do Cavouco. O momento contou com a participação do Studio Viégas de Dança e a Orquestra Só Mulheres. Os passistas alegraram o momento e conduziram uma ciranda em torno da estátua de Paulo Freire. O funcionário Sebastião, responsável pelos cuidados com a estátua, estava presente e recebeu a gratidão pelo zelo com a estátua do patrono da educação brasileira.

Logo em seguida, os educadores realizaram um Ato Político e Pedagógico em Defesa da Educação Pública, Gratuita, Laica e Emancipadora. A mesa contou com a participação de representantes da Central Única dos Trabalhadores, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Sindicato dos Professores de Jaboatão dos Guararapes (Sinproja), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Cátedra Paulo Freire, Centro Paulo Freire – Estudos e Pesquisas, UFPE e Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil (MIEIB).

DSC 4449 CopiaO professor da UFPE, José Batista Neto, reafirmou que o ato é uma forma das instituições e da sociedade marcarem a sua posição em relação ao avanço de uma visão mercadológica da Educação. “Educação não é balcão de negócio. Eles afirmam que a Educação não é um direito coletivo e sim de indivíduos e família. As famílias são responsáveis sim, mas há iniciativas que devem ser de responsabilidade do Estado”, defendeu Neto.

Para o diretor do Centro de Educação da UFPE, Alfredo Macedo, o desmonte da Educação Pública demonstra que o serviço público, na verdade, é a última fronteira do capital financeiro. “As grandes empresas foram privatizadas e essa privatização está avançando para setores, como a Educação e Previdência”, refletiu Macedo.

William Menezes, Vice-Presidente do Sintepe, ressaltou a importância de se realizar o ato e que participar de uma ação como essa significa se colocar a favor da democracia. “Sobretudo diante da falta de investimento para a Educação e os repetidos cortes e projetos, como Reforma do Ensino Médio e Escola sem Partido, é preciso fazer esse movimento para resgatar Paulo Freire e seus ideais”, enfatizou Menezes. Após o ato, o evento contou com um momento cultural com poesia matuta, loas do maracatu rural, causos e cantigas.

Continuando os versos sobre o desmonte da Educação pública, uma nova mesa de diálogo foi formada e entre eles estava Wagner Geminiano, representante da União Nacional Dirigentes Municipais Educação de Pernambuco (Undime). Em sua fala, Geminiano relatou que o município de São José da Coroa Grande (PE) fechará o ano com uma prestação de contas no limite. Para ele, é necessário que o Pacto Federativo seja revisto para garantir que o investimento para a Educação seja recolhido e direcionado para os municípios, locais onde as políticas públicas são executadas.

Pensando no contexto de forma continental, a professoras da UFMG, Dalila Andrade, foi solidária com o povo mexicano e porto-riquenho, vítimas de um furação e um terremoto respectivamente, e pontuou que a forma com que a direita Latino Americana realiza o atual projeto racista, machista, homofóbico e conservador afeta diretamente a Educação. Além disso, esse projeto toca no cerne do trabalho docente. A mesa de diálogo também foi composta por Teresa Leitão, deputada estadual (PT), Cibele Maria Lima Rodrigues, representante do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO), e Fernando Melo, Presidente do Sintepe, e Adriana Duarte, Rede de Estudo do Trabalho Docente.

Às 18h, o Afoxé Oyá Tokolê Owô conduziu os participantes do Lago do Cavouco para o Centro de Educação, local que abrigaria a última atividade da Jornada Latino Americana de Luta em Defesa da Educação Pública, Gratuita, Laica e Emancipadora. A mesa temática O desmonte da Educação Pública teve como expositores os professores José Policarpo Júnior e Alfredo Macedo Gomes e finalizou as atividades do evento.

Confira mais fotos do evento na página oficial da CNTE no Facebook.

(Sintepe, 22/09/2017)

 
 
  19/06/2018
Boletim CNTE 815
Instituto divulga relatório sobre o PNE e os resultados tendem a piorar
INFORMATIVO CNTE 815  
 
 
Heleno Araújo conclama categoria para apoiar greve dos eletricitários
 
 

Programa 602: Heleno Araújo participa de audiência pública no senado sobre violência nas escolas

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo), através de seu secretário-geral, professor Leandro de Oliveira, está no Japão, participando de um intercâmbio de sindicalistas da...
Por *Denor Ramos A ausência de placa no portão de entrada e duas faixas fixadas pelo grêmio estudantil nas grades sobre o muro trazendo as frases “Governador, reforma urgente! 10 anos de espera” e “O governo...
Por Helenir Aguiar Schürer (*) Nesta semana, São Lourenço do Sul se tornou a primeira cidade gaúcha a aprovar a Lei da Mordaça, com a roupagem de “Escola Sem Partido”. Caso o Executivo sancione a censura em...
Uma das principais bandeiras do governo Michel Temer, o novo teto para gastos públicos – instituído pela Emenda Constitucional 95, de dezembro de 2016 – é alvo de um “pacote” de sete ações de...
Em assembleia realizada pelo Sinteal nesta quarta-feira (18), trabalhadoras/es da educação da rede municipal de Maribondo decidiram recusar a proposta de reajuste apresentada pela prefeitura, a categoria reivindica que a proposta respeite...
O sétimo dia de greve dos trabalhadores em educação da rede municipal (17/07) começou vitorioso com uma assembleia bastante concorrida e participativa, onde a categoria avaliou a greve, dando destaque ao descaso do Executivo...
Em uma data histórica para a luta sindical em Alagoas, os/as servidores/as públicos/as municipais de Maceió, organizados por suas entidades (Sinteal, SindPrev, SindsPref, Saseal, entre outras; apoiadas pela CUT/AL), realizaram, na...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores das escolas públicas brasileiras, vem a público REPUDIAR a...
Representado por diretores/as da executiva estadual, o Sinteal participou, na manhã desta segunda-feira (16), de ato público em favor da garantia da destinação dos 60% (sessenta por cento) dos recursos dos precatórios...
A formatura de 74 novos professores do estado de Guerrero, no México, em 13 de julho, não estava completa. Faltavam os 43 estudantes da Escola Normal Rural Raul Isidro Burgos, desaparecidos em 26 de setembro de 2014. O nome de cada um foi...
Na última sexta, dia 13, comemoramos, em Assembleia festiva, uma série de avanços conquistados nas negociações da pauta reivindicatória 2018 (7% de aumento, a equiparação do auxiliar de classe com...
Nesta segunda-feira (16) completa o sexto dia da greve da Educação Municipal de Salvador que teve início na quarta-feira (11). A mobilização e disposição de luta continua firme e crescendo, apesar das...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.