Moção de repúdio à tentativa de criminalização dos lutadores e defensores das águas de Correntina/BA - CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação
     
     
 

Moção de repúdio à tentativa de criminalização dos lutadores e defensores das águas de Correntina/BA

Publicado em Quarta, 08 Novembro 2017 16:03

banners mocao de repudio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, REPUDIA de forma veemente a tentativa reiterada de imprimir a imagem de vândalos e terroristas (!!!) aos agricultores da região do município de Correntina/BA que defendem, tão somente, o direito ao uso racional das águas do Rio Arrojado, integrante da Bacia do Rio Corrente, um dos afluentes do Rio São Francisco na Bahia.

Há anos vem acontecendo na região um verdadeiro desastre ambiental causado pela expansão irresponsável do agronegócio que, segundo estimativas, já destruiu quase 70% de todo o cerrado da região do oeste baiano, além da negligência e a absoluta captura do Estado que deveria regular e fiscalizar o uso e apropriação desse bem maior do planeta Terra que é a água. A expansão do agronegócio na região para a produção de soja, milho e café, basicamente, em grandes áreas de uma monocultura destrutiva do meio ambiente, retira e se apropria de uma quantidade de água de quase 110 milhões de litros diários. Para se ter um ideia desse quantitativo, toda a cidade Correntina/BA, com suas quase 35 mil pessoas, consomem aproximadamente 3 milhões de litros de água por dia. Não existe a menor sustentabilidade em um modelo como esse!!

As águas do Rio Arrojado, alvo dessa destruição desde pelos menos a década de 1970, se agravou recentemente quando, em 2015, o Comitê da Bacia do Rio Corrente deliberou que não houvesse mais concessões para uso de recursos hídricos da bacia. O Ministério Público Estadual recomendou, assim, ao Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia que não concedesse novas outorgas para grandes empreendimentos na bacia. Mas nada disso segura a ganância do agronegócio! E os órgãos reguladores do Estado, cúmplices do grande capital, se mostram totalmente capturados pelos interesses mais nefastos do agronegócio destruidor.

O episódio ocorrido na última semana, quando pequenos agricultores e moradores da região de Correntina decidiram se manifestar nas fazendas que destroem os seus rios seculares e secam as suas águas ancestrais, é só o aguçamento de uma situação de tragédia ambiental da região. Como já disse Bertolt Brecht, “do rio que tudo arrasta se diz que é violento, mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem”.

Os/as educadores/as brasileiros/as repudiam a tentativa de criminalização das lutas sociais e se solidarizam com todos os moradores e defensores das águas do cerrado do oeste baiano e, em especial, da região de Correntina/BA. O Rio Arrojado está em agonia e pede socorro! Gritemos, então, por ele!

Brasília, 08 de novembro de 2017

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  07/08/2018
Boletim CNTE 818
Essa é a semana do 10 de agosto: Dia Nacional do Basta!
INFORMATIVO CNTE 818  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária
 
 

Programa 603: CNTE debate Reforma Tributária Solidária

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Depois de 24 dias de greve, iniciada após a Prefeitura de Vitória da Conquista encerrar o diálogo e as negociações da Campanha Salarial 2018, deixando claro sua ausência completa de habilidade para negociar, os...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (SINTE-PI) foi informado na manhã desta quarta-feira (15) que o governador Wellington Dias recorreu do despacho da decisão Judicial do desembargador Dr. Joaquim...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) realizará em três dias análises sobre os impactos que as políticas educacionais vem trazendo para a Educação Pública nas...
Ansiedade, estresse, dores de cabeça e insônia estão entre os principais problemas que afetam educadores, segundo estudo realizado pela NOVA ESCOLA. Experimente perguntar a um professor como anda a sua saúde –...
“Decisão judicial não se discute, se cumpre!” Com esse objetivo, o Sinteal realizou, na manhã desta quinta-feira (16), uma grande assembleia de greve da rede municipal de Maceió para discutir formas de organizar...
Com o objetivo de pressionar o Governo Municipal e acompanhar na Câmara Municipal de Goiânia na votação da Reforma do Instituto de Previdência do Servidor Municipal (IPSM), PLC 31/2018, que está agendada para...
Após assembleia na manhã dessa segunda-feira, 13 de agosto, a categoria, em votação, deliberou pela suspensão da greve dos profissionais da educação da rede municipal de ensino de Vitória da...
Foto: Luiz Damasceno/CPERS O Movimento Unificado dos Servidores e o Fórum de Servidores Públicos Estaduais preparam, em conjunto, um debate com os candidatos a governador do Rio Grande do Sul. A intenção é sabatinar...
Basta! Essa foi a palavra de ordem do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) durante ato público, sexta-feira (10), na Praça Ipiranga, em Cuiabá. Integrada à mobilização...
Em assembleia unificada, realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (SINTEGO) e as entidades representativas dos servidores municipais, na terça-feira (7/8), foi definido, entre os trabalhadores de todas...
A Diretoria do Sintero esteve, na terça-feira (07/08), em audiência com o secretário Municipal de Educação de Porto Velho, César Licório, para tratar da pauta de reivindicações dos...
“Lutamos pela garantia do respeito e da valorização dos profissionais da Educação pública, não vamos nos calar diante da redução de direitos”, disse o presidente do Sintet, José...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.