Lula é um preso político! A ditadura escancarada de Temer só sucumbirá com o povo nas ruas!

Publicado em Terça, 10 Abril 2018 11:40

banners nota publica 2

Desde o último dia 04 de abril, quando a mais alta corte judicial brasileira (STF) negou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a concessão de um Habeas Corpus para garantir-lhe o direito inscrito na Constituição brasileira de qualquer cidadão só ser considerado culpado e, portanto, preso, após todo o processo judicial ter seu trânsito julgado pela última instância judiciária, o Brasil viveu dias épicos de resistência política.

Tudo começou com a expedição do mandado de prisão do presidente Lula feito pelo juiz que investiga o caso. O país foi surpreendido e, em várias cidades brasileiras, manifestações espontâneas começaram a acontecer. A maior delas deu-se em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, na sede do histórico Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, local onde mais de 30 anos atrás deu-se início a trajetória política de Lula. Mais de 50 mil pessoas dirigiram-se à sede do emblemático sindicato, lugar para onde foi o ex-presidente Lula depois de saber da decisão de sua ordem de prisão. A partir daí, deu-se o início de um processo heroico de resistência do povo à prisão de Lula.

Em processo de vigília permanente, a multidão que cercou o sindicato no dia 05 de abril de lá saiu somente pouco mais de 48 horas depois, no sábado à noite, dia 07 de abril. Nesse intervalo, em um movimento único de resistência política e desobediência civil, a multidão defensora de Lula protagonizou um dos momentos mais bonitos da história política brasileira, junto ao seu maior líder popular. Após a realização de uma celebração religiosa em homenagem à sua falecida esposa, Marisa Letícia, que completaria nesse dia 07 de abril 68 anos de vida, celebrada pelo Bispo Dom Angélico Bernardino, vinculado à Teologia da Libertação, e acompanhada pela multidão, Lula saiu do sindicato e pôs-se nos braços do povo que, em uma só voz, entoavam cânticos e palavras de ordem em seu favor. O registro fotográfico desse momento certamente entrará para a história como uma das cenas mais épicas protagonizadas pelo povo brasileiro em defesa de seu maior presidente!

Desde a noite do último dia 07, Lula encontra-se encarcerado em prisão política. Imediatamente, formou-se uma Vigília Democrática, agora na cidade de Curitiba, capital do Estado do Paraná, para onde Lula foi transferido. Já na primeira noite, a polícia daquele Estado agiu de forma truculenta contra os que ali estavam em protesto pacífico, recorrendo à violência das balas de borracha e bombas contra os manifestantes. Ao menos 10 feridos foram para os hospitais da região. Pensaram que, com esse tipo de ação de truculência, iriam arrefecer o ânimo da resistência. Ledo engano! O povo continua em estado de vigília permanente em frente ao local onde Lula está encarcerado, e a expectativa é que ali se transforme em um centro de peregrinação nacional e mundial em solidariedade ao presidente Lula.

Diante desse quadro, os/as educadores/as brasileiros/as repudiam a prisão política de nosso presidente Lula, compondo a grande frente nacional que já ocupa as ruas brasileiras em defesa da democracia e pela imediata libertação de nosso presidente. Tememos pela segurança de nosso presidente já que, em um estado de exceção como o que se transformou o Brasil nos dias de hoje, é importante assegurar que a sua vida seja preservada. Pelo fim imediato da prisão política de Luiz Inácio Lula da Silva! A repercussão mundial a essa arbitrariedade já existe, e iremos nos somar a essas vozes e contribuir com todas as nossas forças para que o mundo tenha conhecimento do que está a ocorrer em nosso país! Somos todos e todas Lula!


Brasília, 09 de abril de 2018

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  19/06/2018
Boletim CNTE 815
Instituto divulga relatório sobre o PNE e os resultados tendem a piorar
INFORMATIVO CNTE 815  
 
 
Heleno Araújo conclama categoria para apoiar greve dos eletricitários
 
 

Programa 602: Heleno Araújo participa de audiência pública no senado sobre violência nas escolas

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Representado por diretores/as da executiva estadual, o Sinteal participou, na manhã desta segunda-feira (16), de ato público em favor da garantia da destinação dos 60% (sessenta por cento) dos recursos dos precatórios...
Na última sexta, dia 13, comemoramos, em Assembleia festiva, uma série de avanços conquistados nas negociações da pauta reivindicatória 2018 (7% de aumento, a equiparação do auxiliar de classe com...
Nesta segunda-feira (16) completa o sexto dia da greve da Educação Municipal de Salvador que teve início na quarta-feira (11). A mobilização e disposição de luta continua firme e crescendo, apesar das...
Os servidores que foram contratados até 15 de março de 1987 e que mudaram de regime de celetistas para estatutários serão beneficiados pela transposição com a conversão da Medida Provisória 817 na...
Em assembleia geral organizada pelo Sinteal e núcleo regional, realizada nesta 6ª feira (13), as/os trabalhadoras/es em educação da rede municipal aprovaram o reajuste de 6,81% proposto pelo gestor, mas definiram também...
Lu Sudré Enquanto o salário mínimo brasileiro é de R$ 954, há quem receba um salário maior do que R$ 3 milhões mensalmente. É o que mostram dados da Comissão de Valores...
Na última quinta-feira (12/07/18) ocorreu uma agenda de reunião entre o Governo do Estado e o Sind-UTE/MG.Durante a reunião, o Sindicato cobrou soluções para o atraso e parcelamentos dos salários dos/as...
NOTA PÚBLICA O Governo Pinho Moreira (MDB) anunciou, em 12/07, que fará o parcelamento da metade do 13º salário dos servidores estaduais, sob o pretexto de contenção de despesas e controle de gastos. O valor...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação manifesta total e veemente repúdio ao tratamento inaceitável porquanto agressivo, misógino e discriminatório, dispensado à deputada...
Em meio a tantas dúvidas e informações desencontradas sobre o tema, o Sinteal realizou nesta quinta-feira (12), um Seminário sobre problemas e perspectivas sobre os recursos do FUNDEF. O evento aconteceu no Espaço...
Para abrir os debates e discussões que estarão presentes na XIV Conferência Estadual de Educação, o SINTESE realiza, entre os meses de julho e setembro, as Pré-Conferências Regionais de...
Na manhã de quarta-feira (11), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública realizou uma nova assembleia com toda a categoria estadual para discutir o andamento da greve nas cidades do Piauí. A reunião...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.