Seminário qualifica o debate contra a mercantilização da educação pública

Publicado em Quarta, 28 Novembro 2018 11:47

2018 11 28 destaque jordana

São Paulo/SP (28/11/18) - Dando continuidade ao Seminário “Retrocessos e Consequências da Reforma do Ensino Médio e da BNCC para a Educação Básica no Brasil”, os trabalhos do último dia foram iniciados com o tema “Formas de enfrentamento dos projetos de privatização, terceirização e militarização do Ensino Médio”. A mesa foi coordenada pelo professor Gilmar Soares Ferreira, Secretário de Assuntos Educacionais da CNTE, com a participação da UPES (União Paulista de Estudantes Secundaristas), representada pela presidente Laís do Vale, e do professor Reginaldo Soeiro, membro do PROIFES e coordenador do FEESP (Fórum de Educação do Estado de São Paulo).

2018 11 28 destaque jordana 3A UPES é uma entidade histórica, recentemente comemorou seus 70 anos de fundação, e os estudantes de São Paulo, tem protagonizado lutas marcantes e exitosas de enfrentamento aos desmandos do governo estadual, são bons exemplos a ocupação das escolas para impedir o projeto de “reorganização” que implicava no fechamento de salas de aula, a instalação da CPI da merenda, luta pela criação de bolsas de assistência nas ETECS (Escolas Técnicas Estaduais) e FATECS (Faculdades de Tecnologia do Estado), entre outras. Hoje os estudantes organizados estão comprometidos em somar esforços na luta contra privatizações de escolas públicas e a militarização das mesmas.

Em São Paulo, nesse ano de 2018, houve uma tentativa de privatização da rede pública através do CIS (Contrato de Impacto Social), uma espécie de parceria público-privada, que permitia a atuação de empresas e organizações privadas, para desenvolver projetos para a redução da evasão e da repetência. A falta de transparência deixou claro que a classe trabalhadora não seria beneficiada e a resistência da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) com os estudantes barrou temporariamente o avanço da proposta.

Da mesma maneira a militarização das escolas encontra resistência entre os estudantes, já que os setores progressistas não acreditam no medo como um instrumento legítimo para tratar problemas sociais de segurança pública, ao contrário, é uma solução simplista e preguiçosa, que tenta desresponsabilizar o estado do papel de oferecer educação de qualidade, libertadora e emancipadora, que é uma das bandeiras mais importantes que defendemos. “Os jovens não precisam ser ‘colocados em seus devidos lugares’, a educação não pode ser uma forma de prisão, mas de libertação”, defende Laís.

2018 11 28 destaque jordana 2A mesa “Possibilidades, alcances, limitações e formação das Novas Tecnologias de Informação Comunicação - NTICs no Ensino Médio” teve como expositor o doutor José Edeson de Melo Siqueira, professor da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), sob a coordenação de Selene Barboza Michielin, Secretária de Aposentados e Assuntos Previdenciários da CNTE e Girlene Lázaro da Silva, da Secretaria Executiva da entidade.Siqueira fez o contraponto entre o avanço da tecnologia, sua utilização nas escolas públicas e a efetividade das práticas pedagógicas que fazem o emprego desses recursos. Ele usou dados de uma pesquisa elaborada pela UFPE na rede de ensino de Pernambuco, e apontou um dado interessante: as escolas públicas pesquisadas demonstraram maior criatividade na utilização, a despeito de ter recursos mais limitados. Em sua visão, a tecnologia não diminuirá a necessidade ou importância do professor, ao contrário, ele é o ator que vai motivar os estudantes na aplicação dos recursos disponíveis. “Quando pensamos em tecnologia e educação pública, temos que pensar no fomento de políticas para gestão da escola. E mais que isso: políticas de governo. Políticas para equipar as escolas, para investir em capacitação, instrumentalizar os estudantes e avançar no processo ensino-aprendizagem”, disse.

Além dos encaminhamentos, no período da tarde haverá palestra com o doutor Jessé Souza, sociólogo, professor titular da UFABC (Universidade Federal do ABC) e pesquisador. Ele é autor de diversos livros, dentre os quais “A Elite do Atraso” e “A Classe Média no Espelho”.

Texto e fotos: Jordana Mercado

 
 
  17/06/2019
Boletim CNTE 840
O sucesso da Greve Geral da Classe Trabalhadora não deve arrefecer nossa luta para derrotar a Reforma da Previdência de Bolsonaro!
INFORMATIVO CNTE 840  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 613: Audiência na Câmara dos Deputados debate Fundeb permanente

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Foto: Divulgação Trabalhadores em educação de Jussara, na Bahia, completam 22 dias de paralisação das atividades nesta terça-feira (18/06). Os profissionais entraram em greve no dia 22 de maio por tempo...
A Comissão de Educação realizou, nesta semana, audiência pública para debater os impactos da reforma da Previdência sobre os professores. E nesta quinta-feira (13/06) o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da...
Fotos: Lenilton Lima Milhares de pessoas foram às ruas de Natal, capital do Rio Grande do Norte, na última sexta-feira (14/06) participar do ato da Greve Geral contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro. O...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público participou nesta segunda-feira (17/06), de Audiência Pública, convocada pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, da Assembleia...
A professora hostilizada por alunos de uma escola pública na grande São Paulo, dia 30 de junho, não voltou para a sala de aula. Ela foi internada na última segunda-feira (3) com sintomas graves de estresse. A agressão...
  Mulheres levam mais tempo na carreira para chegar à direção de escolas públicas brasileiras e, quando o fazem, recebem menos, mostra levantamento da Folha a partir de dados da Prova Brasil 2017. A discrepância...
Atendendo ao chamado de professores, o Sindeducação visitou a UEB Sá Valle, no Anil, e constatou situação de abandono vivida pela comunidade escolar, que agoniza em salas quentes e que alagam quando chove. Além...
Professores(as) e funcionários(as) de escola da rede pública estadual vão entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir do próximo dia 25. A adesão foi aprovada em assembleia estadual extraordinária da...
Em entrevista coletiva concedida na última quinta-feira (13/06), as diretorias do Sintero, do Sindsef e do Sindsaúde, o procurador do estado, Luciano Alves, esclareceram todos os aspectos da transposição dos servidores com a...
  Na última sexta-feira (14/06), os trabalhadores da Educação participaram da greve geral contra a reforma da Previdência e demais desmandos do des/governo Bolsonaro. As categorias profissionais dos trabalhadores...
Milhares de trabalhadores e trabalhadoras foram às ruas de Mato Grosso, na última sexta-feira (14/06), numa Greve Geral, que registrou a insatisfação da população contra a Reforma da Previdência. Atos e...
Na força e na voz dos/as trabalhadores/as (ativos/as, aposentados/as e desempregados/as) do campo e da cidade, dos/as estudantes, das donas-de-casa, enfim, do povo em geral, que saíram às ruas para defender seus direitos e garantir...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.