Grande mobilização do dia 15 de maio, na Greve Nacional da Educação, indica a retomada do movimento de massas no Brasil

Publicado em Sexta, 17 Maio 2019 15:57

banners nota publica 2

Além de indicar retomada do movimento de massas no Brasil, a mobilização inspira a necessária resistência aos tempos sombrios

A Greve Nacional da Educação do último dia 15 de maio mobilizou milhões de pessoas pelo país afora, das capitais a centenas de cidades do interior do Brasil. O chamamento da CNTE ao dia 15 de maio forjou uma unidade política do campo progressista mais do que nunca necessária ao momento atual, unificando todos os segmentos e níveis da educação brasileira. O esforço, agora, é para que esse dia represente o início de um processo de resistência feito a partir dos movimentos de massa, ocupando as ruas do país. Sintomático disso é a convocação feita pelo movimento estudantil a partir de suas entidades de representação: a União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) já convocam a todos para que, no próximo dia 30 de maio, as ruas sejam novamente tomadas pela pauta da educação, em uma data em que eles estão chamando de “segundo dia nacional em defesa da educação”. Esse movimento do dia 30 de maio contará com o apoio dos educadores e educadoras de todo o país, e assim como foi o último dia 15, será mais uma oportunidade para mobilizar a sociedade brasileira para o dia da Greve Geral da Classe Trabalhadora, no próximo dia 14 de junho.

É fundamental que nossas próximas mobilizações consigam indicar a união imprescindível entre as lutas em defesa da educação e contra a Reforma da Previdência. Essas duas frentes de luta são faces da mesma moeda e que, se potencializadas de forma adequada, tem o condão de incendiar as ruas desse país, já que ambas as bandeiras representam um ataque ao futuro de todos os brasileiros e brasileiras. É fundamental que a unidade dessas pautas reverbere em todo canto do Brasil. É nossa responsabilidade fazê-la!

O incremento das lutas daqui para frente deve intensificar o movimento de massas no país, a unidade entre todos os setores sociais e a mobilização permanente de nosso povo. Em função disso, a última reunião da direção da CNTE apontou algumas ações e diretrizes para todas as entidades afiliadas, a fim de contribuir com o atual processo de resistência no Brasil: (i) assumir as terças e quintas feiras como dias de pressão em cima dos parlamentares nos aeroportos brasileiros; (ii) de sexta a segunda, envolvendo também os sábados e domingos, propor ações nos Estados diante das casas dos/as deputados/as e senadores/as – fundamental atentar para a agenda dos/as parlamentares nos seus Estados, propondo ações diversas de pressão; (iii) do dia 20 a 24 de maio, realizar uma semana para que todos os/as trabalhadores/as em educação do país calculem seus prejuízos na eventual aprovação da Reforma da Previdência; (iv) no dia 30 de maio se somar ao chamamento do movimento estudantil e ocupar as ruas do país em mais um dia de manifestações em defesa da educação brasileira; (v) fazer do dia 31 de maio um Dia Nacional de Debates sobre o Corte de Gastos em Educação e a Reforma da Previdência; (vi) somar a nossa participação na Semana de Ação Mundial (SAM) da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, dos dias 02 a 09 de junho, quando todos se voltarão a debater os rumos do Plano Nacional de Educação – PNE; (vii) no dia 14 de junho se somar a todas as categorias de trabalhadores do país e realizar uma grande greve geral da classe trabalhadora; (viii) dos dias 14 a 26 de junho, propor a nossas entidades afiliadas se envolverem nos festejos juninos com ações criativas contra a Reforma da Previdência e em defesa da educação.

Todo esse conjunto de ações se presta a nos deixar em permanente mobilização contra os ataques promovidos por este governo ao conjunto da classe trabalhadora. Ocupar as ruas, as mentes e os corações do nosso povo é o caminho para derrotar essas medidas nefastas do governo Bolsonaro contra todos/as os/as educadores/as brasileiros/as. Não aceitaremos a tática de nos dividir para, assim, conseguirem aprovar essa Reforma da Previdência que põe fim a todo o nosso sistema de seguridade social. Se não é bom para nós, não pode ser bom para ninguém!

Brasília, 17 de maio de 2019
Direção Executiva da CNTE

 
 
  17/06/2019
Boletim CNTE 840
O sucesso da Greve Geral da Classe Trabalhadora não deve arrefecer nossa luta para derrotar a Reforma da Previdência de Bolsonaro!
INFORMATIVO CNTE 840  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 613: Audiência na Câmara dos Deputados debate Fundeb permanente

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica do setor público brasileiro, manifesta sua total solidariedade aos...
Foto: Divulgação Trabalhadores em educação de Jussara, na Bahia, completam 22 dias de paralisação das atividades nesta terça-feira (18/06). Os profissionais entraram em greve no dia 22 de maio por tempo...
A Comissão de Educação realizou, nesta semana, audiência pública para debater os impactos da reforma da Previdência sobre os professores. E nesta quinta-feira (13/06) o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da...
Fotos: Lenilton Lima Milhares de pessoas foram às ruas de Natal, capital do Rio Grande do Norte, na última sexta-feira (14/06) participar do ato da Greve Geral contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro. O...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público participou nesta segunda-feira (17/06), de Audiência Pública, convocada pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, da Assembleia...
A professora hostilizada por alunos de uma escola pública na grande São Paulo, dia 30 de junho, não voltou para a sala de aula. Ela foi internada na última segunda-feira (3) com sintomas graves de estresse. A agressão...
  Mulheres levam mais tempo na carreira para chegar à direção de escolas públicas brasileiras e, quando o fazem, recebem menos, mostra levantamento da Folha a partir de dados da Prova Brasil 2017. A discrepância...
Atendendo ao chamado de professores, o Sindeducação visitou a UEB Sá Valle, no Anil, e constatou situação de abandono vivida pela comunidade escolar, que agoniza em salas quentes e que alagam quando chove. Além...
Professores(as) e funcionários(as) de escola da rede pública estadual vão entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir do próximo dia 25. A adesão foi aprovada em assembleia estadual extraordinária da...
Em entrevista coletiva concedida na última quinta-feira (13/06), as diretorias do Sintero, do Sindsef e do Sindsaúde, o procurador do estado, Luciano Alves, esclareceram todos os aspectos da transposição dos servidores com a...
  Na última sexta-feira (14/06), os trabalhadores da Educação participaram da greve geral contra a reforma da Previdência e demais desmandos do des/governo Bolsonaro. As categorias profissionais dos trabalhadores...
Milhares de trabalhadores e trabalhadoras foram às ruas de Mato Grosso, na última sexta-feira (14/06), numa Greve Geral, que registrou a insatisfação da população contra a Reforma da Previdência. Atos e...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.