CNTE divulga nota pública contra o ajuste fiscal

Publicado em Sexta, 18 Setembro 2015 12:03

Educadores pedem menos juros e uma reforma tributária que paute a melhor distribuição de renda e a equidade social no país, com medidas de taxação das grandes fortunas, das heranças e de dividendos recebidos por acionistas de empresas, em vez de sobrecarregar os mais pobres com mais impostos. Leia a nota abaixo:

É preciso retomar o curso do desenvolvimento com emprego, renda e inclusão social

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa de mais de 2,5 milhões de trabalhadores das escolas públicas brasileiras, vem a público reiterar sua posição em defesa do projeto de nação sustentado no tripé “Emprego, Renda e Inclusão Social”, em contraposição ao arrocho fiscal que sobrecarrega os mais pobres e que continua beneficiando os mais ricos no Brasil.

A CNTE é contrária às medidas do Governo Federal que limitam direitos sociais, trabalhistas e previdenciários, assim como às propostas de eliminação do déficit orçamentário pautadas na elevação desproporcional dos tributos, pois quem ganha menos continuará pagando mais impostos do que os que ganham mais.

A volta da CPMF, embora seja um tributo progressivo e mais justo, poderia ser substituída por medidas de taxação das grandes fortunas, das heranças e de dividendos recebidos por acionistas de empresas, uma vez que se tratam de tributos mais eficientes para reverter o déficit orçamentário de 2016. Sobre a taxação dos dividendos, por exemplo, estudo apresentado por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) à Subcomissão Permanente de Avaliação do Sistema Tributário Nacional do Senado, em 14/09/15, comprova que o governo poderia arrecadar cerca de R$ 43 bilhões ao ano se taxasse em 15%, via imposto de renda, os lucros e dividendos dos acionistas de empresas – sendo que essa quantia é superior aos R$ 30 bilhões pretendidos pela CPMF.

Outra forma de elevar a arrecadação consiste em apertar o cerco contra os sonegadores. De acordo com o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal, cerca de R$ 450 bilhões deixam de ser arrecadados anualmente pelos cofres públicos – cifra próxima da que o Plano Nacional de Educação precisa para sair do papel.

Assim sendo, é preciso que o Governo Dilma, definitivamente, escute a base social que o elegeu. O cenário político continua indefinido, com possibilidade de golpe – retrocesso que a classe trabalhadora não permitirá que aconteça –, mas não é tolerável que a opção em taxar os ricos nesse país continue sendo postergada em pleno momento de crise e num governo de base popular!

A CNTE exige coerência do governo com os pleitos requeridos por sua base, representada por milhares de pessoas que conseguiram ascender da miséria e da pobreza na última década, por meio do emprego e de uma renda melhor para o sustento das famílias, de forma que a política monetária não pode continuar ditando juros altos, pois esse descalabro tem refletido agudamente nas taxas de desemprego.

Por uma reforma tributária que paute a melhor distribuição de renda e a equidade social no país!
Mais impostos para os ricos e menos para os/as trabalhadores/as!
Menos juros para o país crescer com mais oportunidades para todos!

Brasília, 18 de setembro de 2015

Diretoria Executiva da CNTE

SERVIÇO
Informações para a imprensa - CNTE:
Frisson Comunicação
(61) 3964-8104
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 
 
  06/09/2017
Boletim CNTE 800
Educadores/as brasileiros/as se somam ao 23º Grito dos Excluídos
INFORMATIVO CNTE 800  
 
 
Reunião do CNE discute a Reforma da Previdência (14/09/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

CNTE faz análise sobre o PL 6.847/17, que visa regulamentar o exercício da profissão de Pedagogo

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A assembleia da rede municipal de educação foi realizada na noite da última terça-feira (19), em frente à Câmara Municipal de Palmas. Os profissionais da educação votaram por unanimidade pela...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica brasileira, torna pública a sua mais irrestrita solidariedade ao...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de profissionais da educação básica pública em todo país, vem a público...
*por Heleno Araújo, Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE e do Fórum Nacional Popular de Educação – FNPE Ensinar e aprender faz parte da natureza...
Em 19 de setembro Paulo Freire nasceu para fazer pensar sobre povo, democracia, educação, participação, emancipação... para fazer que sejam lidos mundo e palavra, palavra e mundo.Reconhecida sua ativa...
“Não aceitaremos pagar pela corrupção”, “afastamento dos corruptos já” e “onde está o governo da moralização?” estiveram entre os gritos de protesto dos servidores e...
O Sinte-PI participou da reunião do Fórum Estadual de Educação (FEE-PI) na segunda-feira (18), na Escola Fazendária, para construção da Conferência Nacional Popular da Educação...
O Sinteal realizou, na tarde desta terça-feira, 19 de setembro, no Espaço Cultural Profª Jarede Viana (sede), no Mutange, uma assembleia geral reunindo trabalhadoras/es das redes públicas de educação estadual e...
Em setembro é comemorado o aniversário de Paulo Freire e para celebrar esta data, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) incluiu a “Jornada Latino Americana de Luta em Defesa da...
O SINTET realizou nos dias 15 e 16 de setembro, a Plenária da Direção Estadual em homenagem ao Centenário da 1ª Greve Geral e da Revolução Russa, “100 anos depois a luta continua”.  Na...
Após deliberação em assembleia, o SIMMP convoca todos os Profissionais da Educação municipal a paralisar as suas atividades no dia 20 de setembro de 2017. Nessa data, todas as escolas e creches da rede...
O Conselho Nacional de Entidades – CNE, instância deliberativa da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, que reuniu em Brasília nos dias 14 e 15 de setembro de 2017 mais de 100...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.