Moção de repúdio contra o incremento de estado de exceção no Brasil e de desrespeito às liberdades democráticas

Publicado em Sexta, 26 Janeiro 2018 13:33

banners mocao de repudio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, REPUDIA a crescente onda de criminalização dos movimentos sociais brasileiros, assassinatos de lideranças populares, perseguições judiciais e policiais, além de prisões arbitrárias e abusivas de militantes sociais e sindicais no país, caracterizando um quadro crescente de verdadeiro estado de exceção no Brasil, com graves ameaças às liberdades democráticas.

Quando colocados em perspectiva, os vários casos que insistem em se suceder no país estarrecem a todos que possuímos uma consciência democrática: desde antes do último dia 24 de janeiro, quando o ex-presidente Lula foi condenado em segunda instância por um julgamento de exceção em Porto Alegre, já com manifestações de chamamento do exército para fazer o policiamento de rua e contenção de eventuais distúrbios de rua para a multidão que se aglomerou na cidade, os sinais já estavam dados de que viveríamos situações de terror no país!

No dia da manifestação em Porto Alegre, já no momento de sua dispersão, um grupo de 16 jovens do Levante Popular foi preso de forma absolutamente arbitrária e abusiva pela Brigada Militar. Dentre os 16 jovens, 13 mulheres, que foram obrigadas a passar a noite dentro de um ônibus da Polícia para, só depois, serem transferidos para presídios na região (!!). Só no final da tarde do dia seguinte, por meio de um pedido de liberdade provisória, apresentado por um grupo de advogados populares, o alvará de soltura foi expedido por um juiz. Tratou-se de uma prisão claramente política!

Ainda na noite de quarta-feira do dia 24, em sua viagem a Porto Alegre para participar do Ato em Defesa da Democracia, o presidente da Central Única dos Trabalhadores do Mato Grosso do Sul (CUT/MS), Genilson Duarte, foi preso de forma absolutamente arbitrária pela Polícia Rodoviária Federal, na sua chegada a capital gaúcha. Desrespeitado e maltratado pelos policiais, o dirigente sindical não teve seus direitos minimamente assegurados.

Também na madrugada do dia 24 de janeiro, distante de Porto Alegre, no município de Iramaia na Bahia, um dirigente do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), foi assassinado a tiros, na frente de seu filho de 06 anos. Márcio Matos tinha apenas 33 anos de idade. Mais uma morte para se somar às centenas que ocorrem no campo brasileiro, todos os anos.

O dia 24 de janeiro, como se vê, além de ficar marcado na história pelo julgamento de exceção do ex-presidente Lula, foi marcado pelo incremento, cada vez mais exorbitante, de medidas arbitrárias e abusivas do Estado contra setores progressistas da sociedade. Já denunciamos aqui, mais de uma vez, que golpe gera golpe. Quando se deixa de respeitar princípios básicos da democracia, tudo fica permitido! Os abusos se sucedem sem sequer ganhar alguma repercussão, sendo tratados com uma naturalidade de estremecer as consciências. Os/as educadores/as brasileiros/as exigem respeito às liberdades democráticas e o fim do estado de exceção no Brasil! Denunciaremos sempre esses abusos! Nunca nos calarão!

Brasília, 26 de janeiro de 2018

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 606 - Vitória: projeto "Escola Sem Partido" é arquivado

 
 

Carta aberta aos(às) trabalhadores(as) em educação e à sociedade sobre os retrocessos na agenda social do país

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Os membros do Conselho Geral do Sinte-PI realizaram a primeira reunião de 2019 na última terça-feira (15) para discutir pontos importantes para organização da categoria neste início de ano, como o reajuste dos...
Decisão foi votada em assembleia nesta quarta, 16, em protesto pelo cumprimento das reivindicações dos profissionais da Educação Os trabalhadores em educação da rede municipal de Guaraí decidiram...
Com o tema “Uma construção coletiva: a resistência do magistério público à BNCC e padronização curricular” o SINTESE realiza dia 01 de fevereiro, das 8h às 16h, no auditório...
Desde o dia 1º de janeiro, o piso salarial do Magistério válido para todos os docentes do país é de R$ 2.557,74. Isso representa um reajuste de 4,17% frente aos R$ 2.455,00 em 2018. O valor corresponde ao vencimento...
Em seus primeiros dias do novo mandato, o novo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), publicou um decreto para bloqueio de R$ 8 bilhões das contas públicas do Estado. Isso significa que o governo poderá deixar de gastar...
Além de toda a luta coletiva que a rede estadual tem feito, o Sind-UTE/MG tem travado uma luta para que o Judiciário cumpra seu papel na garantia de direitos para os servidores e servidoras da educação. Até o mês...
O ano letivo na rede estadual de ensino de São Paulo se iniciará sob a égide de um novo governo, com problemas acumulados ao longo de anos e uma nova situação que poderá agravar ainda mais a falta de professores...
Como parte da Campanha Mundial contra a Privatização e o Comércio da Educação, a CNTE convida sindicatos filitados a participarem da apresentação do estudo sobre este tema realizado pela Internacional da...
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), ao repercutir a escala de pagamento anunciada pelo governo do Estado, nesta terça-feira (8/1/19) faz as seguintes considerações: O...
Nesta sexta-feira, 11 de janeiro, acontece a primeira Assembleia Geral da Educação de 2019. O encontro será realizado às 15h, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da...
Desde que algumas redes começaram a anunciar o adiamento do início do ano letivo de 2019, e que essa possibilidade foi aventada no município de Betim, diante da publicação do Decreto de Estado de Emergência...
Na tarde desta segunda-feira (07/01/19), a direção estadual do Sind-UTE/MG solicitou ao Governador Romeu Zema que abra processo de negociação com a entidade. A solicitação foi feita com urgência,...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.