Moção de repúdio ao Projeto de Lei 4690/2018 apresentado pelo vereador Salvador Ribeiro (MDB) na Câmara Municipal de Pelotas/RS

Publicado em Quinta, 20 Setembro 2018 11:05

banners mocao de repudio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores/as das escolas públicas brasileiras, vem a público repudiar a proposição apresentada pelo vereador Salvador Ribeiro (MDB), no âmbito da Câmara Municipal de Pelotas/RS, que tenta, tacitamente, retomar o projeto da Escola Sem Partido no município, escamoteado na descrição de sua ementa como sendo algo que dispõe sobre “o respeito dos serviços públicos municipais à dignidade especial de crianças e adolescentes (...)”.

Ainda no ano de 2017, na mesma Casa Legislativa, foi apresentado um projeto de lei que, de forma direta, instituía o projeto da Escola sem Partido no município ou, como ficou mais conhecido em todo o país, a Lei da Mordaça. À época, a CNTE também se posicionou de forma contrária ao projeto, emitindo, da mesma forma que agora, uma moção de repúdio. Depois de inúmeras manifestações contrárias àquele projeto de lei, o mesmo foi arquivado à pedido dos próprios autores.

Essa proposição legislativa de agora, apresentada pelo líder da bancada do MDB na Câmara Municipal, é uma faceta do mesmo projeto, apesar de não citá-lo explicitamente e tampouco indicar, em nenhum momento, a sua real intenção. Ao explicitar em sua ementa que o projeto de lei pretende dispor de matéria para que os serviços municipais respeitem a dignidade de crianças e adolescentes, o PL já começa mal, sugerindo que os serviços públicos municipais não respeitam as suas crianças e adolescentes.

O que o projeto de lei proposto agora em Pelotas/RS indica é que, na prática, as escolas do município “cooperem” com a formação moral dos estudantes, sugerindo que os/as professores/as apresentem previamente os conteúdos das aulas ou atividades a serem ministradas. Ora, trata-se de um feroz ataque à liberdade de ensino constante em nossa Constituição Federal. Ademais, é errado imaginar, como sugere o texto da proposição legislativa, que as crianças e adolescentes estejam sendo expostas a conteúdos pornográficos ou imorais no âmbito da escola.

O texto do PL sugere, inclusive, que as aulas sobre o aparelho reprodutivo humano poderiam incorrer em alguma imoralidade, devendo passar antes pela filtro da idade do/a estudante. Cumpre lembrar ao vereador Salvador Ribeiro que a educação no Brasil é regida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que normatiza as diretrizes da educação nacional. Não cabe esse tipo de interferência na atividade do/a professor/a e tampouco digressões de cunho moral podem fazer parte do repertório do conteúdo ministrado nas escolas brasileiras. A sugestão da proposição legislativa, além de incorrer em vícios de natureza legal e normativa, resvala em outra questão pertinente e muito contraproducente: a formação moral e religiosa de nossas crianças e adolescentes cabe serem exercidas e fomentadas, tão somente, no âmbito da família. A escola, como espaço público, é laica e deve respeitar todas as orientações religiosas da comunidade escolar. Imaginemos a situação de termos salas de aula para estudantes de famílias católicas, outras para evangélicas, um tanto para religiões de matriz africana e, por fim, outras turmas para estudantes pertencentes a pais ateus ou agnósticos.

A escola é um espaço de todos! O ambiente escolar deve forjar, isso sim, o espírito de convivência pacífica entre todas as formações religiosas, não se imiscuindo em assuntos de natureza moral, que cabem somente às famílias. Repudiamos o conteúdo tácito dessa proposição legislativa e esperamos, assim como a outra acima citada, que o autor proponha a sua retirada de pauta.

Brasília, 18 de setembro de 2018

Direção Executiva da CNTE

 
 
  13/05/2019
Boletim CNTE 836
Grande mobilização indica a retomada do movimento de massas no Brasil
INFORMATIVO CNTE 836  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 613: Audiência na Câmara dos Deputados debate Fundeb permanente

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Núcleo regional de São João do Piauí realizou nesta sexta-feira (24), o Seminário de Formação e Valorização de Carreira dos Funcionários de Escola. O Encontro faz parte da...
Conforme deliberado na reunião do Coletivo Estadual dos(as) Aposentados(as) do CPERS, realizada em abril, este ano o desafio proposto pelo CPERS é o das Danças Folclóricas do Brasil. As apresentações...
O SINTE/RN (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte) vai participar e dar apoio ao Segundo Dia Nacional em Defesa da Educação Pública. O dia está sendo convocado para 30 de...
A Frente Norte/Nordeste em Defesa dos Precatórios do FUNDEF para o Magistério vem a público REPUDIAR a postura do 2º Suplente de Deputado Federal, Gastão Vieira (PROS), que está deputado atualmente, durante...
Entre o final de 2018 e início de 2019, se dissipou pelos corredores escolares o boato de que várias escolas seriam desativadas no nosso município e que pelo menos duas seriam entregues ao estado para atender aos alunos do Ensino...
Nesta quinta-feira (23/5), os servidores da rede municipal de educação do Município de Sarzedo – região metropolitana de Belo Horizonte - foram as ruas, em passeata, para cobrar do Executivo Municipal aumento dos...
Um ponto importantíssimo atendido da pauta da Campanha Salarial 2019, a unificação de matrícula foi mais uma conquista do Sinproesemma para a carreira do professor que estava irregular perante a Constituição...
Na tarde da última quarta-feira (22), após mais uma intervenção desastrosa do ministro da Educação na Câmara dos Deputados, dessa vez na Comissão de Educação, onde ao invés de...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores/as das escolas públicas brasileiras, vem a público REPUDIAR, de forma veemente, a...
Estados e municípios querem menos burocracia para usar recursos do Fundef. Matéria inclui entrevista com o presidente da CNTE, Heleno Araújo, que explicou: "O próprio TCU sempre fala de muitas irregularidades no uso de recurso...
Nesta quarta-feira (22/5), a secretária de Aposentados e Assuntos Previdenciários da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Selene Michielin, apresentou a posição da entidade...
Nesta terça-feira (21), o presidente da CNTE, Heleno Araújo, participou da audiência pública na Câmara dos Deputados que tratou do tema dos precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.