União dos movimentos é destaque no painel de política sindical

Publicado em Sexta, 13 Janeiro 2017 15:34

114A8449

O painel sobre Política Sindical abriu o segundo dia do 33º Congresso da CNTE, que ocorre até o próximo domingo (15), em Brasília. A luta por uma educação de qualidade, o desenvolvimento do país, a valorização e a união dos profissionais foram alguns dos pontos levantados na discussão.

A primeira a falar Janeslei Albuquerque, Secretária de Mobilização e Relação com Movimentos Sociais, da CUT-Brasil, disse que a agenda golpista está pautada na retirada de direitos dos trabalhadores. “Esse fato exige uma reflexão da esquerda. Precisamos retomar a unidade dos movimentos sindicais, para fortalecer nossa luta e esse é o nosso grande desafio”, ressaltou.

“Não podemos atacar o princípio da base sindical que é respeitar as diferenças e dialogar com todos, para juntos construirmos a unidade que nos torna fortes”, essa foi a avaliação da representante da CSP-Conlutas, Neida Oliveira.

Adilson Araújo, presidente nacional da CTB, afirmou que é simplista a leitura da conciliação de classe apenas quando ela é pautada em objetivos políticos. “É necessário a união dos movimentos, mas temos também o dever moral de fazer uma reflexão de onde erramos, para conquistar a mente e os corações do povo brasileiro tão sofrido e desacreditado. É preciso sonhar, mas observar com atenção a vida real, o tempo político mudou é necessário vigilância”.

O professor de história, Stênio Matheus, diretor da Intersindical, disse que não há socialismo sem democracia. “E essa democracia é algo muito difícil de se construir. Podemos encontrar pontos divergentes, mas temos que pautar a luta de classe em objetivos maiores e em favor de toda a sociedade”.

“Fomos derrotados no golpe porque a classe trabalhadora não foi unida, ao contrário de quem orquestrou a queda da presidenta Dilma, que uniu, o congresso, o judiciário e os meios de comunicação. Precisamos nos reorganizar e colocar os trabalhadores na rua novamente, como sempre fizemos”, avaliou a secretária nacional de políticas sociais e direitos humanos da CUT, Jandyra Uehara.

De acordo com João Felício, presidente da Confederação Sindical Internacional (CSI), o discurso ideológico entre socialismo e capitalismo não deve embasar as ações dos trabalhadores. “Temos que discutir temas concretos que atingem diretamente os trabalhadores, como reforma agrária, previdência, diretos das mulheres, etc. Felício concluiu elogiando a CNTE pela diversidade de entidades que compuseram a mesa de debates.

O Secretário de Política Sindical da CNTE, Rui Oliveira, finalizou agradecendo a todos os participantes pelos debates. “Temos certeza que vamos sair daqui com mais força e motivados a lutar”.

 
 
  19/06/2018
Boletim CNTE 815
Instituto divulga relatório sobre o PNE e os resultados tendem a piorar
INFORMATIVO CNTE 815  
 
 
Heleno Araújo conclama categoria para apoiar greve dos eletricitários
 
 

Programa 602: Heleno Araújo participa de audiência pública no senado sobre violência nas escolas

 
 

Lula é um preso político! A ditadura escancarada de Temer só sucumbirá com o povo nas ruas!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Os membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI) se reuniram à portas fechadas com seus membros a mando governador Wellington Dias para aprovar o reajuste de...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, declara o seu APOIO aos/às...
Os trabalhadores em Educação da rede municipal de Goiânia realizaram novo Ato Unificado, com Assembleia da categoria, na manhã desta quinta-feira (21), na Câmara de Vereadores. Durante a Assembleia foi informado...
Uma decisão liminar determinou que a prefeitura de Guaraí (TO) assegure a professora da rede municipal, Iolanda Bastos, o direito de licença para mandato classista, inclusive com reconhecimento como hora trabalhada na...
A juíza Fabiana Oliveira de Castro julgou procedentes as ações judiciais impetradas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Sergipe (Sintese) e decidiu que os educadores que se...
A assessoria jurídica do Sintero concluiu o estudo acerca da Medida Provisória 817 sancionada com vetos e convertida na Lei nº 13.681, confirmando que as emendas propostas pelo Sintero e apresentadas pelo senador Valdir Raupp foram...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e coordenador do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), Heleno Araújo, participou, hoje (20), do Seminário...
A subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Várzea Grande conseguiu ganho de causa em uma ação civil pública para o pagamento de 1/3 de hora-atividade para os/as...
Trabalhadores em educação do município de Ponte Alta (TO) realizaram nesta quarta-feira, 20 de junho, manifestação contra as atrocidades cometidas pelo prefeito contra os profissionais. De acordo com a categoria, a...
Professores aposentados de várias regionais do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) participaram do 5º Encontro Estadual de Professores Aposentados, realizado na...
A presidente do Sintet Regional de Guaraí (TO), Iolanda Bastos e o Secretário de Saúde do Trabalhador do Sintet Reg. Guaraí, professor João Machado cobraram o cumprimento das progressões e PCCR em Colmeia,...
A mobilização por valorização dos/as servidores/as públicos/as de Maceió continua forte. Com paralisação marcada para esta quarta e quinta-feira (20 e 21/06), o movimento unificado realizou, na...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.