Editorial: Sempre mais fortes

Em um país onde as mulheres são maioria (52%), onde os negros e pardos idem (54,9%), onde as conquistas ao longo das últimas décadas significaram vitórias como a Lei Maria da Penha, a Lei do Feminícidio e a Lei do Racismo, o ano de 2018 começa com perspectivas de muita luta para a manutenção desses e de muitos outros direitos alcançados.

Infelizmente, em contrapartida, saímos de um ano cujos golpes fortes e contundentes também foram desferidos contra direitos conquistados. 2017 foi feito de momentos difíceis, com várias iniciativas nefastas do governo golpista, que retirou do comando do país a primeira mulher presidente, Dilma Roussef, legitimamente eleita pelo povo e deslealmente retirada do cargo. Mátria pergunta: vivemos um novo feminismo ou um feminismo que se radicaliza?

A verdade é que o país vive momentos de extremos. No dia a dia, brasileiros e brasileiras se deparam com a depreciação de meninas por meio da mídia e de letras de músicas, de diversos gêneros, e que diminuem a autoestima. Por outro lado, iniciativas estimulam alunas a se aventurarem em campos majoritariamente masculinos e inserem cada vez mais mulheres nos espaços tecnológicos e virtuais, desenvolvendo e programando um mundo baseado em algoritmos femininos.

A edição da Mátria deste ano se inspirou na força e na garra de figuras femininas que fazem da luta diária pela equidade de gênero uma condição do cotidiano. Aqui, contamos histórias de mulheres que enfrentaram e enfrentam diariamente a desfaçatez do racismo. Elas estão fazendo acontecer num momento em que a mulher negra frustra a sociedade e não é mais a empregada doméstica, com cinco filhos, morando no subúrbio. A igualdade 50-50 é uma meta da ONU para 2030 e o Brasil tem elenco para isso.

Assim, o racismo é mais um capítulo desta história de enfrentamento que se combate com mais educação e respeito. A violência está em toda a parte, mas na disputa entre o bem e o mal, a educação vence. A cultura de respeito ao outro é a base de uma campanha da CNTE nas escolas. “Saber amar é saber respeitar” está no ar e cabe à escola e à sociedade, o papel de multiplicar a cultura do combate à violência, evitando que meninas sejam assassinadas dentro da sala de aula por jovens machistas que ainda se acham donos da mulher.

Por fim, para inspirar mais ainda quem defende direitos iguais a todos, Mátria foi buscar na Índia o exemplo da escola que dá oportunidade a crianças ‘dalit’ e faz delas agentes transformadores da própria realidade.

Inspire-se e boa leitura.

Diretoria Executiva da CNTE

>> Acesse a Revista Mátria completa em PDF

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 606 - Vitória: projeto "Escola Sem Partido" é arquivado

 
 

Parlamentares, educadores/as, estudantes e sociedade derrotam o projeto da Lei da Mordaça na Câmara dos Deputados: uma vitória da resistência!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Vivemos uma conjuntura de retrocessos em escala mundial. No Brasil, este processo foi acelerado com a eleição fraudulenta de Jair Bolsonaro, pois durante o processo eleitoral houve abuso do poder econômico, que não foi nem...
O Sinteal abriu suas portas, na tarde desta quinta-feira (13/12), para receber centenas de crianças (e familiares) do bairro do Mutange (e entorno), que participaram do já tradicional “Auto de Natal”, que teve...
A prefeita de Guaraí, Lires Ferneda (PSDB) se nega a responder onde foi parar o saldo dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), referente ao ano de 2017. Segundo...
Eleita, nesta quarta-feira (12.12), a nova gestão do Conselho Estadual Alimentação Escolar para mandato 2018 a 2022. Ao todo 28 membros, entre titulares e suplentes, representando quatro segmentos da sociedade (Poder Executivo,...
O Sind-UTE/MG – Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, vem a público, repudiar a decisão do Governo do Estado, em dar tratamento diferenciado para o pagamento de salários a...
Em contato que manteve nesta quarta-feira, 12/12, com o Chefe de Gabinete da Secretaria Estadual da Educação, a Presidenta da APEOESP, Maria Izabel Azevedo Noronha - Professora Bebel*, obteve a realização de uma...
Professora BebelPresidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de SP)Deputada Estadual eleita O arquivamento da tramitação do projeto da “escola sem partido” na comissão especial da Câmara dos...
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado A Comissão de Educação do Senado Federal iniciou hoje a discussão do PLC 88/2018 (oriundo do PL 1.287/11, da Câmara dos Deputados), que estabelece diretrizes para a...
“Eu sou aquela mulher  a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida E não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista.” Cora...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica pública brasileira, vem a público exigir...
A defesa dos direitos dos trabalhadores deverá enfrentar muitas dificuldades no cenário político que se aproxima, em 2019. A análise é da Secretária de Finanças da CNTE - Confederação...
Nesta segunda-feira (10/12), a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu um debate em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituída...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.