2020 02 18 giro sintet

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), estiveram reunidos nesta segunda-feira, 17 de fevereiro, com o prefeito de Lagoa da Confusão, Nelson Moreira e a secretária municipal de educação, Núbia Mária Soares de Souza, para tratar da pauta que levou a categoria a votar pelo indicativo de greve.

Na ocasião, a prefeitura apresentou a proposta de pagar as progressões atrasadas, sendo aplicado o reajuste salarial 4,17% na Folha de fevereiro (referente ao Piso 2019), 10% da progressão, mais os retroativos da data-base na Folha de maio.

O Sintet havia notificado extrajudicialmente a gestão por atrasos em vários benefícios à categoria. Os/as professores/as estavam sem progressões e sem a correção do mínimo desde o ano passado. A categoria tinha dado prazo para que a prefeitura apresentasse uma proposta em quinze dias.

O Sintet entende que a gestão tem vontade de resolver as demandas apresentando uma proposta que atende, ainda que em parte, as reivindicações”, disse o diretor de Assuntos Municipais do Sintet, Joelson Pereira.

Após a reunião com a gestão, a proposta foi apresentada e aceita pela categoria. O presidente do Sintet Regional de Paraíso, Nonato Silva participou da reunião.

(Sintet, 18/02/2020)