2022 06 20 giro ms estudantes

A FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) faz parte das entidades e federações que apoiam, lutam e se solidarizam a favor da atual agenda do Diretório Central de Estudantes da UEMS, cujo movimento tem emitido constantes cartas públicas, a exigir respostas imediatas da UEMS para um problema que longa data se estende, se arrasta. Defendemos que a Reitoria da UEMS se empenhe para conquistar recursos orçamentários, de forma a poder alimentar a comunidade estudantil em situação de vulnerabilidade.

Cabe destacar que o veículo que movimenta a Universidade não possui rodas, tampouco fica estacionado no pátio da reitoria. Os estudantes é que movimentam os 15 campi da UEMS. Merecem, portanto, atenção prioritária na busca de soluções para suas demandas, como esta da alimentação básica. A prioridade na aplicação de recursos orçamentários, mesmo aqueles oriundos de emendas parlamentares, sempre deveria ser no sentido de garantir o básico aos estudantes, e nada é mais básico do que a garantia de refeições diárias.

Exigimos que a reitoria da UEMS não se omita ao problema e exerça a discricionariedade prevista no Termo de Permissão Onerosa nº 002/2022/UEMS, de 21 de fevereiro de 2022. Ou seja, que assuma a reponsabilidade de fornecer as refeições contratadas junto a empresa autorizada a explorar a cantina da UEMS na Unidade Universitária em Dourados. Pelo contrato, a empresa se comprometeu a servir no mínimo 235 refeições por dia, podendo chegar a 300 unidades/dia.

Segundo o Contrato, “a critério da Administração e mediante acordo entre as partes será possível abatimento no valor de permissão onerosa de uso em contrapartida ao fornecimento de marmitas/refeições aos alunos em situação de vulnerabilidade”.
Três meses se passaram desde o início do contrato e até o momento a comunidade estudantil aguarda que a UEMS firme o subsídio das refeições aos estudantes, conforme previsto naquele documento.

Enfatizamos ser inadmissível que a UEMS seja omissa diante da fome que hoje afeta centenas de estudantes, ainda que assistidos pela política de permanência institucional da universidade. Sem garantia imediata de alimentação, o esvaziamento da UEMS é e será cada vez mais visível.

A luta dos estudantes da UEMS é justa, uma causa de todos nós. Por assim entender, manifestamos a eles a nossa solidariedade.

ADUEMS
ANDES – REGIONAL PANTANALFETEMS
SINASEFE
SIMTED – DOURADOS
SINTEF
SINTUEMS

(Fetems 20/06/2022)