UNIVERSIDADE PÚBLICA

 

2019 12 18 solenidade proifes
Na manhã desta quarta-feira (18), a Câmara dos Deputados realizou sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães para homenagear a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior e Ensino Básico, Técnico e Tecnológico - PROIFES-Federação, que completou 15 anos de existência. A CNTE esteve presente nessa solenidade para fortalecer os laços com esta entidade que representa trabalhadores do ensino superior.

Para o presidente da CNTE, Heleno Araújo, o Proifes é importante para ajudar a construir um processo democrático em nosso país: "O Proifes nasce no contexto de luta para que todos e todas tenham acessso a educação, moradia, alimentação; nasceu para continuar o processo de diálogo, veio para o debate, por isso compôs conosco o Fórum Nacional de Educação. Os golpistas tiveram que tirar o Proifes do Fórum por decreto. E o Proifes continuou junto conosco no Fórum Popular da Educação e vamos continuar lutando pela democracia nesse país". Heleno Araújo também enfatizou: "Nós da educação básica queremos dizer que precisamos de vocês. O Brasil precisa dessa entidade organizada, discutindo, mobilizando, lutando conosco para colocar em prática aquilo que nos orientou o patrono da educação brasileira: vamos contribuir para alfabetizar o nosso povo e vamos ter em nossas mãos o rumo democrático que o nosso país precisa".

A secretária geral da CNTE, Fátima Silva, que também é vice-presidenta da Internacional da Educação para a América Latina (IEAL), ressaltou: "Para nós da Internacional da Educação é uma honra e um orgulho ter o Proifes como entidade afiliada. O Proifes nesses 15 anos também ajuda a América Latina a construir a organização dos demais sindicatos de profissionais da educação superior". Fátima acrescentou: "Estamos hoje presentes nessa sessão para reforçar nossos laços no fortalecimento das organizações dos educadores de nível superior no Brasil e acima de tudo para reafirmar o nosso compromisso com a universidade pública brasileira, no momento em que seus profissionais estão sendo duramente atacados, e também quando a universidade pública está sendo desqualificada pelas autoridades que deveriam ser porta-vozes dessas instituições".

O secretário de relações internacionais da CNTE, Roberto Leão, que também é vice-presidente da Internacional da Educação, destacou: "Vivemos um momento triste na história do nosso país. Momento em que se diz que a Terra é plana, que as universidades são a balbúrdia com plantação de maconha. Esta cerimônia que se realiza hoje é muito significativa porque ela ocorre num momento em que as organizações da classe trabalhadora estão sob ataque dos que querem o povo desorganizado, porque assim eles podem impor sua maneira de ver o mundo". Roberto Leão também registrou: "O Proifes é uma organização de defesa da educação pública de qualidade, presidida por uma mulher, sindicalista, e este é um momento bastante importante. Estamos mostrando que não temos medo, temos determinação de lutar por um país digno, um país onde a escola seja um espaço de debate, de discussão aberta, que não se perca no fundamentalismo religioso e no debate estéril, porque alguns entendem que ela seja um espaço de treinamento".

Para Nilton Brandão, presidente da PROIFES, este é um momento muito especial para a entidade, “que chega aos seus quinze anos de vida com muita história para contar, muitas batalhas travadas, e plena de vitórias na defesa da educação brasileira e, em especial, das Instituições Federais de Ensino Superior”. Para Brandão, esta sessão “representa o reconhecimento, por parte do Parlamento, da atuação correta e propostiva do PROIFES ao longo destes quinze anos, sempre marcada pelo debate plural e de qualidade, seja com o Congresso Nacional, seja com outras entidades da educação, movimentos sindicais e populares”.

>> ACESSE O ÁLBUM DE FOTOS

Com informações da Agência Câmara e do Proifes-Federação