cnte greve nacional E HOJE facebook capa

A CUT, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), demais centrais sindicais e movimentos sociais estão nas ruas nesta segunda-feira (19) lutando contra a reforma da Previdência de Temer que acaba com a aposentadoria de milhões de brasileiros.

> A mobilização começou cedo. Os motoristas de Santo André, São Bernardo do Campo, Sorocaba e Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, cruzaram os braços contra a reforma da Previdência do golpista e ilegítimo Michel Temer. Na capital paulista, tem ato público marcado para às 16h, em frente ao MASP, na Avenida Paulista.

> Em Recife, tem ato público marcado para às 15h, no Parque 13 de Maio. 

> Em Salvador (BA), os ônibus também não saíram das garagens. Tem protestos e greves em vários setores e categorias. Também já tem atos em cidades como Juazeiro, Paulo Afonso, Vitória da Conquista, Itapetininga, Itabuna e Ilheus, entre outras.

> Em Sergipe, os profissionais da educação estão em estado de greve desde o dia 16/2. Nesta segunda-feira (19/2), haverá ato público às 14h, no Palácio dos Despachos. Outras categorias também aderiram a greve: SINDASSE (Assistentes Sociais), SINDINUTRISE (Nutricionistas), SINPSI (Psicólogos), SINDIJOR (Jornalistas), SINDIJUS (Judiciário), GRUPO ATITUDE (Trabalhadores da Saúde), SINDIFISCO (Auditores), SINTRASE (Servidores), SINTER, SINTASA (Saúde), SINPOL (Policiais), SENGE (Engenheiros) e o Sindicato dos Enfermeiros.

> No Ceará, haverá atos e paralisações em todas as regiões do estado, sendo a maior delas marcada no Centro de Fortaleza. Às 9h começou uma caminhada pelas ruas do Centro com concentração na Praça da Bandeira.

> Em Natal, tem ato a partir das 14h, em frente a Agência do INSS, Rua Apodi, 2150 – Tirol.

> No Distrito Federal, as ações acontecerão durante todo o dia, culminando numa atividade conjunta entre os sindicatos e os movimentos sociais no final da tarde, a partir das 17h, no Museu da República, em Brasília.

> Em Santa Catarina, municípios de todo o Estado se unirão à luta contra a reforma da Previdência. O SINTE/SC está orientando que todos os trabalhadores e trabalhadores da rede estadual de educação paralisem completamente as atividades nas escolas e participem de atos e mobilizações em suas cidades.

> No sul: ato a partir das 8h, em frente à agência do INSS, em Criciúma, e uma mobilização também acontecerá em Araranguá.

> Em Blumenau, está programado um ato a partir das 15h, em frente a Prefeitura, onde seguirá com uma passeata até o INSS.

> Em Chapecó, atos acontecerão durante toda a manhã para defender a previdência pública. A concentração começou a partir das 7h, em frente a uma empresa sonegadora do INSS. Em seguida, às 9h, os militantes se encontraram na Praça Coronel Bertaso, e às 11h o ato será nos Bancos Itaú e Bradesco. Além disso, nos dias 20 e 21 de fevereiro os trabalhadores do campo acamparão em frente ao INSS.

> Meio-Oeste também está organizada para defender os direitos dos trabalhadores. Lages fará um ato em frente ao prédio da previdência social, às 14h, e em Caçador uma mobilização começou às 9h, no Largo Caçanjure.

> Em Florianópolis, o transporte coletivo ficará paralisado durante todo o dia 19. Os trabalhadores do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem) também aderiram à greve em defesa da aposentadoria. Desde as 9h, as centrais sindicais e entidades estão reunidas no centro da capital para fechar o comércio e os bancos. Para finalizar o dia de lutas, um grande ato acontecerá a partir das 16h, na praça de lutas, com uma passeata até o INSS.

> Em Porto Alegre, a mobilização começou às 5h, com concentração no Monumento ao Laçador, seguida de caminhada até o saguão de embarque do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Às 7h, teve concentração na Estação Rodoviária, onde foram distribuídos panfletos para esclarecer a população sobre as mentiras espalhadas pelo governo e pela mídia tradicional. Às 8h30, teve marcha até o prédio do INSS, na Travessa Mário Cinco Paus, ao lado do Mercado Público, no centro da cidade. 

> No Rio de Janeiro, tem ação no aeroporto Santos Dumont de manhã, no embarque dos deputados; e às 16h, tem ato na Candelária.

> Em Alagoas, terá ato de luta e resistência, a partir das 14h, no Calçadão da rua do Comércio, no Centro de Maceió.

(Com informações da CUT, 19/02/2018)