banners giro pelos estados 2

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público participou nesta segunda-feira (17/06), de Audiência Pública, convocada pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, para trata sobre “A greve dos profissionais da Educação de Mato Grosso”.

Os profissionais da educação, em greve há 21 dias, exigem cumprimento da Lei 510/2013, que assegura a dobra do poder de compras dos salários; convocação dos aprovados no Concurso Públicos, para ocupar vagas livres nas escolas; cronograma de reforma para escolas em condições precárias; e ainda cobram do governo aplicação de leis que asseguram recursos para a Educação, possibilitando a execução das reivindicações.

A audiência é mais uma das agendas de luta do Sindicato, que definiu como prioridade inserir os deputados nas defesas das leis aprovadas pela Assembleia Legislativa, “Defendemos o cumprimento da Lei 510/2013 e da Constituição do Estado, no artigo 245, parágrafo 3º, onde apontamos caminho para viabilizar recursos. Ou seja, o cumprimento das leis encerram a greve”, afirma o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira.

Para o deputado Lúdio Cabral, membro da Comissão de Educação da ALMT, a audiência possibilita o encontro entre a Assembleia, os trabalhadores da Educação e o governo, pra juntos encontrar caminhos para colocar fim à greve.

(Sintep/MT, 17/06/2019)

NOTÍCIAS RELACIONADAS: