Ato 13 de Agosto BA Salvador2

A APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, como sempre ao lado da categoria e, em defesa de uma educação pública e de qualidade, na luta pela garantia da manutenção dos direitos dos trabalhadores em Educação, participou ativamente do ato neste 13 de Agosto Greve Nacional em Defesa da Educação e Aposentadoria. A concentração ocorreu na Praça do Campo Grande e a caminhada seguiu pelas ruas do centro da cidade até a “Praça do Povo”, a Praça Castro Alves. Com faixas, apitos, tambores, cartazes, somadas a muita criatividade e irreverência, os trabalhadores em Educação se juntaram aos estudantes e diversos entidades sindicais e estudantis, das esferas públicas e privadas, para protestar contra os desmandos de um desgoverno que tem a Educação como uma ameaça.


Na pauta do movimento constam a defesa de mais verbas para a Educação pública, contra o corte de verbas e desmonte que o governo Bolsonaro está provocando, bem como pela liberdade de cátedra e contra a chamada Escola Sem Partido. No interior do estado as manifestações também ocorrem durante todo o dia.


A APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, como sempre ao lado da categoria e, em defesa de uma educação pública e de qualidade, na luta pela garantia da manutenção dos direitos dos trabalhadores em Educação, participou ativamente do ato neste 13 de Agosto Greve Nacional em Defesa da Educação e Aposentadoria. A concentração ocorreu na Praça do Campo Grande e a caminhada seguiu pelas ruas do centro da cidade até a “Praça do Povo”, a Praça Castro Alves. Com faixas, apitos, tambores, cartazes, somadas a muita criatividade e irreverência, os trabalhadores em Educação se juntaram aos estudantes e diversos entidades sindicais e estudantis, das esferas públicas e privadas, para protestar contra os desmandos de um desgoverno que tem a Educação como uma ameaça.

 

Na pauta do movimento constam a defesa de mais verbas para a Educação pública, contra o corte de verbas e desmonte que o governo Bolsonaro está provocando, bem como pela liberdade de cátedra e contra a chamada Escola Sem Partido. No interior do estado as manifestações também ocorrem durante todo o dia.

 

Fonte: APLB (14/08/2019)

NOTÍCIAS RELACIONADAS: