O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (Sintet) solicitou na quinta-feira (22), através de ofício à Prefeitura de Palmas que a educação seja incluída como grupo prioritário e que apresente um cronograma da vacinação contra a COVID-19 para os trabalhadores da educação básica pública de Palmas.

A cobrança pela inclusão dos trabalhadores da educação e pelo cronograma se dá pela necessidade do retorno da volta às aulas presenciais na rede pública de ensino. “Não há como defender a volta às aulas sem vacina”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.

A Gestão Municipal já está realizando a vacinação de idosos e também de profissionais de saúde da rede privada, e o sindicato solicita que a educação seja incluída entre os grupos que receberão a vacinação prioritariamente para que seja possível o retorno das aulas presenciais.

(Sintet, 26/04/2021)

 

O Sintet requer ainda que a Prefeita Cinthia Ribeiro informe ao sindicato quais os critérios adotados para seguimento da vacinação aos profissionais de saúde da rede privada, em preferência ao término da vacinação de idosos e pessoas com comorbidades sendo que já houve a vacinação dos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), para possibilitar a manutenção dos serviços de saúde pública.

 

 

O sindicato como representante da categoria segue acompanhando e anseia pela vacinação da categoria da educação e consequente o retorno das aulas, uma vez que a categoria tem sido muito afetada pela pandemia causada pela COVID-19.