2022 11 18 giro to

O prefeito de Arapoema, Paulo Antônio Pedreira se recusa a cumprir o pagamento do reajuste do piso do magistério aos professores da rede municipal de ensino. O índice é de 33,24% e tem como referência o mês de janeiro de 2022.

Os professores tinham expectativa de que o prefeito realizasse na manhã desta quinta-feira, 17 de novembro, o pagamento do piso à categoria, como o anúncio não aconteceu, os professores cruzaram os braços desde às 13 horas de hoje em protesto cobrando o pagamento.

Os professores estão concentrados na Praça da Igreja, no centro da cidade, e vão participar ainda nesta quinta, de uma assembleia geral chamada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), através da regional de Colinas.

De acordo com a presidenta do Sintet Colinas, Alexandra Machado, o prefeito não cumpriu o piso e se recusou a assinar um acordo junto ao Ministério Público. “Nós não vamos cessar a luta enquanto o prefeito não efetuar o pagamento porque o recurso já entrou na conta do município, e nós precisamos que este recurso chegue até aos professores, não vamos abrir mão dos nossos direitos”, disse Alexandra Machado.

A rede municipal de ensino de Arapoema conta com cerca de 760 alunos e 52 professores efetivos.

Desde janeiro que o Sintet busca dialogar com a gestão municipal sobre a obrigatoriedade do cumprimento da lei do piso e sobre o pagamento das progressões que também estão atrasadas.

(Sintet/TO, 17/11/2022)