REAJUSTE DO PISO

Sintet TO 20.01 Guaraí

Iolanda Bastos com o prefeito de Couto Magalhães, Júlio César. Foto: Sintet-TO

A presidente do Sintet Regional de Guaraí, Iolanda Bastos, em defesa dos direitos da categoria, esteve visitando os municípios que compõem a regional, de 12 a 18 de janeiro, para protocolar os ofícios às prefeituras e secretarias municipais de educação, informando sobre a necessidade de os gestores cumprirem o reajuste do piso do magistério para o ano de 2023, cujo índice é de quase 15%, e o valor de R $ 4.420,55.

Na quarta-feira, 18 de janeiro, Iolanda Bastos participou de uma reunião com o prefeito e o vice-prefeito de Couto Magalhães, para tratar do Termo de adesão dos filiados ao sindicato. Na ocasião, o prefeito, Júlio César, se dispôs a assinar logo após o documento passar por apreciação da assessoria jurídica da gestão.

Ainda nesta quarta, a presidente do Sintet esteve reunida com os professores da rede municipal de ensino de Colmeia, onde realizou os repasses das tratativas com a gestão municipal sobre o cumprimento do acordo da greve, situação em que a gestão se comprometeu a cumprir o que foi acordado, inclusive vai pagar o reajuste do piso no início da carreira, que será pago o piso de 2022 em janeiro de 2023, com reflexos na carreira, e ainda, que o novo PCCR que já se encontra na Câmara de vereadores para votação, e deu prazo de até abril para aplicar o novo piso de 2023. A gestão deve apresentar em breve uma proposta de pagamento dos retroativos do piso 2022. “Uma grande vitória da categoria”, disse Iolanda Bastos.

Confira outras atividades do sindicato na regional de Guaraí:

No dia 12 de janeiro, Iolanda esteve no município de Bom Jesus, onde esteve com a secretária de educação, e em Santa Maria do Tocantins, onde protocolou ofício com a secretária de educação e professora, Vera Dias.

Também no dia 12, a sindicalista protocolou ofício na prefeitura e com a secretária de educação de Pedro Afonso, ocasião em que teve uma conversa informal com a secretária sobre a reestruturação do PCCR da categoria.

No dia 13, protocolou ofício cobrando o reajuste do piso na prefeitura, em Guaraí. E ainda em Colmeia e Itaporã, onde protocolou ofício do reajuste do piso na prefeitura e na Secretaria de Itaporã, junto a professora Evelânia, que faz parte da equipe da secretaria.

O ofício também foi protocolado na Prefeitura de Goianorte e com o Secretário de Educação de Goianorte.

No dia 16 de janeiro, foi protocolado o ofício do piso na prefeitura e na secretaria de educação de Pequizeiro, junto ao professor Josiron, que faz parte da equipe da secretaria, onde houve uma conversa informal sobre as demandas da categoria.

Ainda no dia 16, a presidente esteve em Couto Magalhães com a secretária de educação, protocolando ofício do piso, e junto ao prefeito de Couto Magalhães, Júlio César, onde foi tratado sobre a assinatura do termo de adesão dos filiados/as, que o gestor se comprometeu a assinar.

Iolanda Bastos informou que no dia 16 protocolou expediente sobre o reajuste do piso junto à secretaria de Colmeia, e ainda sobre as tratativas a respeito do cumprimento do acordo da greve.

No dia 17 de janeiro, a presidente protocolou ofício do piso na secretaria municipal de educação de Guaraí, e em Fortaleza do Tabocão o ofício foi protocolado na prefeitura.

Ainda na agenda do dia 17, a presidente protocolou ofício do reajuste do piso na prefeitura de Presidente Kennedy, e com a secretária de Educação, ocasião em que teve uma conversa informal com a secretária e com o secretário de Administração sobre a reestruturação do PCCR, precatórios de direitos dos professores e outras demandas da categoria.

Finalizando a agenda do dia 17, a sindicalista participou de uma reunião com a gestão municipal de Colmeia, junto com a Associação dos Servidores de Colmeia para tratativas do acordo da greve.

Pela Assessoria de Imprensa do Sintet-TO (20/01/2023)