VACINA PARA TODOS JÁ

2021 03 17 artigo mobilizacao vida helenoaraujo

Foi com imenso prazer que recebi o convite para participar deste espaço junto com vocês. O caminho da libertação do nosso povo passa pela reflexão e pela luta conjunta e, neste momento difícil em que estamos vivendo, quero dedicar esta primeira coluna ao estímulo à necessária e urgente mobilização em defesa da vida.

 

As diversas e profundas crises que acometem o Brasil neste momento da nossa História têm os seus responsáveis políticos, e disso nunca podemos esquecer. São aqueles negacionistas e privatistas que defendem o Estado Mínimo. Os negacionistas que ocuparam o Governo Federal a partir de 2019 não valorizam a ciência e nem a vida das pessoas. Atacam de forma permanente, junto com os privatistas, aqueles eternos defensores do Estado mínimo, os nossos serviços públicos e seus trabalhadores. Apoiados pelos meios de comunicação comerciais e pela elite do dinheiro, esses são os defensores de uma política que concentra renda e coloca nosso povo na situação de pobreza e de miséria, lhes tirando o emprego, a renda, o alimento e as possibilidades de vivermos com dignidade.

Através de medidas que alteram a Constituição Federal, como fizeram em 2016 com a Emenda Constitucional 95, ainda no Governo Temer, eles aprovaram agora, neste mês de março, a PEC 186/2021. E ainda tramita no Congresso Nacional as Propostas de Emendas Constitucionais 187 e 188 de novembro de 2019, além da PEC 32/2020, que promovem um brutal ataque aos serviços públicos e seus servidores, em plena pandemia da covid-19, em um momento que mais precisamos de investimentos, de recursos financeiros e humanos nas políticas de saúde e educação, entre tantas outras. É um verdadeiro desgoverno à frente do nosso país.

Em defesa da vida, precisamos de todo mundo, juntos e juntas devemos lutar para barrar as medidas aplicadas que, desde 2016, colocam nosso povo na miserabilidade, atacam os empregos, os salários e os serviços públicos. É preciso agregar nossas ações na “Coalizão Direitos Valem Mais” pelo fim da Emenda Constitucional n. 95/2016. Juntar forças na “Campanha Taxar os Super Ricos” e no engajamento das atividades convocadas pelas Frentes Brasil Popular (FBP) e Povo sem Medo (FPSM).

As entidades representativas das trabalhadoras e dos trabalhadores da Educação Básica Pública estão cumprindo estas tarefas e queremos envolver mais pessoas comprometidas com a defesa da vida para só assim, vencer a covid-19, lutar por empregos e salários dignos, e para que as pessoas tenham vida, alimentos, sejam alfabetizadas, continuem seus estudos, viva com dignidade, enfim...

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) promove a Campanha Nacional em Defesa da Vida e dos Serviços Públicos, tendo como eixos:

1. Vacina já para todas as pessoas, colocando as/os trabalhadores/as em educação na fase das prioridades;

2. O pagamento do auxílio emergencial no valor de R$ 600,00 para todos e todas que precisam;

3. Fora o Governo Bolsonaro, responsável pelos aprofundamentos das crises que assola o Brasil;

4. Contra as propostas de alterações da Constituição Federal (PEC’s 186, 187, 188, 45, 32).

O nosso mote é “Queremos voltar às aulas presenciais, mas vacinados/as, com testagem em massa e com o rastreamento dos casos de infecção da COVID-19, além da garantia da aplicação de todas as medidas dos protocolos de segurança sanitária”. Convocamos você, que defende a vida e deseja que seus semelhantes vivam bem, para vir conosco participar das atividades virtuais, da pressão social sobre os governos e os parlamentos e das ações simbólicas individuais e coletivas indicada para acontecer nas seguintes datas:

24 de março: Dia de alerta em defesa da Educação Pública.

31 de março: Plenária Nacional em defesa da Educação Pública.

01 de abril: Fora o Autoritarismo - Ditadura Militar Nunca Mais!

03 de abril: Malhação do Judas.

07 a 11 de abril: Ações em torno da defesa da Saúde.

Se o momento nos impõe cuidado com todos e nos afasta momentaneamente das ruas desse país, tomaremos as redes sociais para anunciar que a vida está em primeiro lugar! E diante de um governo que aposta contra a vida, só nos resta a luta incessante de mostrar a todos/as que a nossa força continua viva e forte!

(Brasil de Fato Pernambuco, Heleno Araújo com edição de Vanessa Gonzaga, 17/03/2021)