banners mocao 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, FELICITA a ex-ministra de Estado Eleonora Menicucci pela vitória judicial obtida em São Paulo, em decisão de segunda instância, em processo que respondia ao ator Alexandre Frota.

Ao ser recebida por uma grande manifestação de desagravo ao chegar no Fórum, Eleonora já manifestava otimismo quanto à reversão da condenação sofrida por ela, em primeira instância, de pagar 10 mil reais ao ator que, sem o menor pudor, declarou em alto e bom som que havia transado com uma sacerdotisa de uma religião afro-brasileira, desacordada (!!!!). Não bastasse a auto declaração do crime, a juíza de primeira instância, diante da recusa de um pedido de desculpas ao ator, inverteu a culpa e penalizou a combativa ministra, que havia repudiado publicamente a declaração de Alexandre Frota.

A vitória judicial de hoje, decretada de forma corajosa pelo desembargador paulista, como bem lembrou Eleonora Menicucci na saída do Fórum, é uma vitória de todas as mulheres brasileiras! E também de toda a consciência humanista que ainda resiste em sobreviver nos tempos de hoje em nosso país. Esse Brasil bárbaro e surreal que estamos vivendo não é o Brasil, temos certeza disso, das amplas maiorias. Com suas ações entreguistas, a gatunagem que tomou de assalto o poder no Brasil reverbera e amplifica na sociedade em geral pensamentos machistas, homofóbicos, xenofóbicos e todo um caldo cultural que parecia ter sido extirpado da sociedade brasileira.

Mas temos a convicção de que a consciência crítica, cidadã e humanista deste país não se perdeu. Ao contrário, os/as educadores/as brasileiros/as acreditam piamente na retomada de um país livre de preconceitos, justo para todos e igualitário para homens, mulheres, negros, indígenas, jovens, crianças e idosos.

Toda solidariedade dos/as educadores/as brasileiros/as a Eleonora Menicucci!!!! Somos todos/as Eleonora!!!

Brasília, 24 de outubro de 2017
Diretoria Executiva da CNTE