banners mocao de apoio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, torna público o seu APOIO aos trabalhadores e trabalhadoras da educação da Argentina que, representados pela Confederación de Trabajadores da la Educación – CTERA, decidiram por unanimidade, em Congresso da entidade, juntamente com as centrais sindicais de trabalhadores do país, realizar uma Paralisação Nacional Docente e Mobilização nessa quarta-feira, dia 29 de novembro.

O governo argentino de Macri impõe uma agenda de medidas neoliberais e de cunho restritivo de direitos e, assim como no Brasil, enviou ao Congresso da Argentina uma proposta de Reforma Trabalhista muito inspirada no modelo recentemente aprovado em nosso país. O Congresso da CTERA denuncia a ingerência do Fundo Monetário Internacional – FMI nas medidas de ajuste tomadas em seu país, que atacam os direitos dos trabalhadores e de suas organizações sociais.

A paralisação Nacional Docente no dia de hoje também denuncia a escalada de violência e repressão contra os movimentos sociais e sindicais, bem como contra os seus ativistas sociais. O desaparecimento de Santiago Maldonado, muito provavelmente vítima de asfixia pela polícia repressora de Estado, e de Rafael Nahuel escancara ao mundo que as medidas neoliberais de retirada de direitos e de ataque aos trabalhadores só obtêm êxito se for grande a repressão política do Estado. Uma sociedade de privilégios só pode se sustentar com forte repressão!

Os/as educadores/as brasileiros têm consciência que, em que pese a diferença de a democracia brasileira ter sido solapada por um golpe parlamentar/jurídico/midiático, as conjunturas políticas de Brasil e Argentina são similares quando são analisadas sob a perspectiva dos interesses do grande capital internacional. A este, só interessa o saque de nossas nações e o sacrifício de nossos povos!

Toda solidariedade à luta dos trabalhadores e trabalhadoras da educação da Argentina! Do lado de cá da fronteira, saibam que os/as educadores/as brasileiros são parceiros nesse grande dia de Paralisação Nacional Docente!

Brasília, 29 de novembro de 2017
Diretoria Executiva da CNTE