banners mocao de repudio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4,5 milhões de trabalhadores das escolas públicas do país, entre professores, especialistas/pedagogos e funcionários administrativos da educação, ativos e aposentados, efetivos e contratados a qualquer título, vem a público manifestar repúdio ao projeto de lei encaminhado pela Prefeitura de Florianópolis à Câmara Municipal com vistas a implementar o programa Creche e Saúde Já.

O referido programa tem por finalidade repassar a gestão e os recursos públicos das áreas de saúde e educação (creches) para Organizações Sociais (OS) de direito privado, numa clara política de privatização desses serviços essenciais à população no município de Florianópolis. E a luta dos servidores públicos municipais contra essa medida descabida da Prefeitura é essencial para arregimentar forças sociais contra o projeto.

A tentativa de desresponsabilizar o ente público municipal da gestão das creches e dos serviços de saúde, ao mesmo tempo em que depõe contra os interesses da sociedade, revela a disposição da administração pública em mercantilizar duas políticas que afetam diretamente os interesses de milhares de famílias, em especial das mães da classe trabalhadora.

A saúde e a educação não são mercadorias e devem ser tratadas com a devida atenção e respeito pelos gestores públicos. Repassar esses serviços a organizações sociais é ato privatista que deve ser repudiado pela Câmara de Vereadores e pela sociedade florianopolitana.

Contra a privatização da saúde!
Contra a privatização das creches públicas!
Em apoio à luta do SINTRASEM!
Por um Estado provedor de direitos básicos e que respeite a sociedade!


Brasília, 17 de abril de 2018
Diretoria Executiva