ARBITRARIEDADE

banners mocao de repudio 2

O Conselho Nacional de Entidades – CNE, instância deliberativa da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, que reuniu em Curitiba/PR no dia 26 de junho de 2019 suas entidades de base filiadas de todo o Brasil, REPUDIA a ação da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre - TRENSURB, operadora do sistema metroferroviário da região metropolitana de Porto Alegre/RS, que de forma absolutamente autoritária e persecutória, suspendeu o contrato de trabalho de 6 funcionários.

A empresa pública da União TRENSURB, que é vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (fusão feita pelo governo Bolsonaro dos antigos ministérios de Integração Nacional e o das Cidades), em uma ação claramente antissindical, sem nenhum comunicado prévio ou rito administrativo anterior, demitiu sumariamente 6 (seis) de seus funcionários logo após a sua participação em atos da Greve Geral da Classe Trabalhadora, do último 14 de junho.

Qualquer ato de injustiça contra os trabalhadores brasileiros, em especial nesse momento de graves retrocessos políticos, sociais, econômicos e morais por quais passam o país, deve contar com a pronta solidariedade de classe de todos/as os/as trabalhadores/as do Brasil. O fato de os 6 trabalhadores estarem participando de uma atividade de greve, que foi previamente comunicada à direção da empresa em Porto Alegre, desnuda o atual quadro de perseguição a que os lutadores sociais estão submetidos hoje no Brasil. Todo ataque aos direitos dos/as trabalhadores/as brasileiros/as deve ser denunciado publicamente!

É fundamental que se suspenda imediatamente a demissão desses 6 companheiros e, em caso contrário ou em situação de protelação da direção da empresa, esse caso deve ser levado ao Ministério Público e, no limite, denunciar a empresa junto à Organização Internacional do Trabalho - OIT pelo exercício de práticas antissindicais e persecutórias contra os seus trabalhadores.

Os/as educadores/as de todo o Brasil colocam-se, portanto, solidários aos companheiros demitidos pela TRANSURB e ao seu sindicato representativo SindMetrô/RS e manifestam absoluto repúdio a esse tipo de prática nefasta, que elege os trabalhadores que lutam como inimigos da empresa e da sociedade. Todo apoio aos companheiros metroviários de Porto Alegre! Contem conosco para pressionar e reverter as sumárias demissões.

 

Curitiba, julho de 2019


Conselho Nacional de Entidades - CNE da CNTE