RESPEITO JÁ

 

2021 03 04 destaque nota

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE, ao tempo que repudia veementemente, manifesta sua preocupação com as atitudes do vereador Adail Júnior (PDT), vice- presidente da Câmara Municipal de Fortaleza.

Agindo de forma machista e discriminatória, agride com palavras de baixo calão, como “pilantra”, “safada” a dirigente sindical Ana Cristina Guilherme, presidenta do SINDIUTE/CE e secretária executiva da CNTE.

É inadmissível que uma mulher, líder da categoria da educação, que merece toda a reverência, seja tratada de forma tão chula, desrespeitosa e agressiva por parte de um representante da população que deveria dar o exemplo aos seus eleitores.

A data de 08 de março foi oficializada pela ONU como Dia Internacional da Mulher justamente em homenagem à luta histórica das mulheres para terem suas condições trabalhistas, de tratamento pessoal e público, de respeito e dignidade equiparados aos dos homens. No entanto, o que se vê depois de tantos anos de debate, de campanhas, de luta pela igualdade entre homens e mulheres, é o vereador Adail Júnior se dirigir a uma mulher de maneira violenta, caracterizando assédio moral, intimidação e machismo inaceitáveis.

A verdadeira democracia exige paridade nas lideranças, sejam sindicais ou em qualquer outro espaço público de poder, incluída aqui a Câmara de Vereadores de Fortaleza. Na democracia a livre organização sindical e o direito à manifestação são garantias fundamentais.

As mulheres continuarão lutando por seus direitos, ocupando espaços decisórios de poder e fortalecendo suas lutas emancipatórias com sororidade, dignidade e respeito.

Chega de desrespeito! Chega de machismo!

Ana Cristina nos representa! Viva a luta das mulheres!

Brasília, 04 de março de 2021

Direção Executiva da CNTE