INTERNACIONAL


2019 11 11 noticia ieal

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) participou do Encontro Sub-regional para o Cone Sul da Rede de Trabalhadores da Educação em Educação da América Latina (IEAL). A reunião foi realizada nos dias 23, 24 e 25 de outubro, em Assunção, Paraguai, e contou com a participação de representantes das organizações sindicais do país anfitrião, o Sindicato Nacional dos Educadores (UNE-SN) e a Organização dos Trabalhadores da Educação do Autêntico Paraguai (OTEP-A), além da PROIFES do Brasil, das organizações CTERA, CONADU e CEA da Argentina; FAUECH do Chile e FUM-TEP e FENAPES do Uruguai.

As atividades da Reunião Sub-Regional começaram na quarta-feira, 23 de outubro, em Assunção, capital do país sul-americano. Após uma apresentação cultural, as organizações da sede da UNE-SN e da OTEP-A receberam calorosamente os representantes dos outros países participantes.

Fatima Silva, secretária geral da CNTE e vice-presidente do IEAL, fez uma apresentação sobre política educacional na América Latina, juntamente com Combertty Rodríguez, coordenadora principal do escritório regional do IEAL. Silva falou sobre o aprofundamento das políticas neoliberais no Brasil.

A situação política dos sindicatos na América Latina foi abordada em um painel de discussão com dois subgrupos: o primeiro constituído por FUM-TEP, CONADU, PROIFES e UNE-SN; e o segundo pela FAUECH, CNTE, FENAPES, CEA, OTEP-A. Após a discussão, as organizações apresentaram os casos de seus respectivos países, começando pelo Chile, onde o parceiro da FAUCEH explicou a situação de mobilização que continua em seu país. A revolta social é caracterizada por demandas urgentes dos cidadãos em questões de acesso à saúde, educação pública, privatização da água, impostos, transporte público e Nova Constituição para o Chile. Nas manifestações da sociedade civil, estudantes e movimentos sociais se uniram.

Diana Serafino, ex-vice-ministra da Educação para a gestão educacional no Paraguai, fez uma apresentação sobre educação e gênero: o desafio da igualdade. Ele foi acompanhado na exposição Ana Portillo, sociólogo e pesquisador. Ambos apontaram que quanto mais democrática é uma sociedade, mais pessoas podem participar da definição de como e no que educar e que, em sociedades mais autoritárias, quem tem poder é responsável pela definição de diretrizes de educação.

O primeiro dia da Reunião Sub-regional da RED foi encerrado com a participação de Sonia Alesso, Secretária Geral da CTERA e membro do Comitê Executivo Mundial da Educação Internacional. Alesso analisou as resoluções do 8º Congresso Mundial de Educação Internacional, realizado este ano em Bangcoc, Tailândia. A exposição de Alesso também se concentrou na política educacional na situação da América Latina.

Movimento de mulheres

O segundo dia da Reunião Sub-regional abordou as questões do movimento das mulheres, gênero e violência contra as mulheres na América Latina. Gabriela Sancho, Coordenadora Regional do IEAL responsável pela REDE, fez uma apresentação sobre índices e dados sobre a violência contra as mulheres na América Latina.

Uma mesa redonda foi realizada sobre “Políticas de gênero e violência contra as mulheres: um olhar sobre as políticas sexuais e reprodutivas das mulheres”. Para esta atividade, os participantes foram divididos por organização e um espaço de discussão foi aberto.

O segundo dia do encontro incluiu a projeção do audiovisual como registro do trabalho realizado pela RED em 2018. Para encerrar o segundo dia de atividades, Gabriela Sancho apresentou os avanços das organizações na elaboração de uma Política de Igualdade dentro dos grupos sindicais e concluiu com a participação dos representantes presentes.

Planos de Ação

No terceiro dia do Encontro Regional, ele se concentrou nos planos de ação para a construção e implementação de Políticas de Igualdade nas organizações sindicais do setor educacional. Os participantes se reuniram em grupos por organização para planejar o trabalho de gênero e a Política de Igualdade. Finalmente, eles apresentaram o Plano de Ação 2019-2020 para cada organização.

Um breve resumo audiovisual do Women's Caucus, realizado no Congresso Mundial da EI na Tailândia, também foi projetado durante o Encontro.

Juan Gabriel Espínola e Roberto Villar, autoridades da OTEP-A e UNE-SN, respectivamente, estiveram presentes no encontro. Paola Giménez, membro do Comitê Regional do IEAL também fez parte da mesa principal do evento.

Solidariedade Internacional

Os participantes da Reunião Sub-regional da RED aproveitaram a oportunidade para mais uma vez rejeitar a injusta prisão política de Lula da Silva no Brasil e expressaram sua solidariedade à luta do povo chileno, rejeitando a repressão promovida pelo governo de Sebastián Piñera.

Com a Reunião Sub-Regional do Cone Sul da Rede de Trabalhadores da Educação, as atividades sub-regionais de 2019 terminam.Em agosto, a Reunião da Rede para a América Central, República Dominicana e Panamá foi realizada em Santo Domingo e no início de outubro realizada em Bogotá, Colômbia, o Encontro da Zona Andina.

A Rede de Trabalhadores da Educação do IEAL está se preparando para o Encontro Regional, que será realizado nos dias 2 e 3 de dezembro em Curitiba, Brasil, antes do V Encontro do Movimento Pedagógico Latino-Americano.

(Com informações da IEAL)

NOTÍCIAS RELACIONADAS: