FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO

2019 11 18 fundeb alepe
Nesta segunda-feira (18), o presidente da CNTE, Heleno Araújo, participou da audiência pública sobre o Novo Fundeb, realizada na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O evento teve a participação de  trabalhadores da educação, secretários de educação, prefeitos, servidores públicos, dentre outros públicos. "Estamos aqui com os 14 municípios da Região Metropolitana do Recife e vamos estimular as mobilizações de rua para o dia 27 de novembro", ressaltou Heleno Araújo. 

>> Acesse o álbum de fotos

A CNTE lançou o Dia Nacional de Mobilização pelo Novo Fundeb - 27 de novembro. O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) tem vigência assegurada até 31 de dezembro de 2020. Após essa data, o regime de cooperação ficará extinto, podendo comprometer gravemente o financiamento da educação em todo país.

Até o dia 27 de novembro, as entidades filiadas à CNTE nos estados e municípios devem promover debates com a categoria, explicando a importância da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 15/2015 que torna o Fundeb permanente e com um aporte maior de recursos da União (confira aqui a minuta de substitutivo).

No dia 30 de outubro, a CNTE encaminhou para a relatora da PEC 15/2015, deputada professora Dorinha Seabra Rezende (DEM/TO), contribuições para essa proposta de Fudeb permanente que tramita no Congresso Nacional. 

>> ACESSE A CARTA ENVIADA PARA A DEPUTA PROFESSORA DORINHA REZENDE

>> ACESSE O DOCUMENTO CONTENDO O QUADRO COM SUGESTÕES DA CNTE

Existem inúmeros motivos para defender o Fundeb permanente e com mais recursos. Destacamos cinco principais razões pelas quais essa proposta é fundamental para a educação pública - baixe o flyer com este conteúdo, em pdf.

NOTÍCIAS RELACIONADAS: