23ª SEMANA DA EDUCAÇÃO

 

WhatsApp Image 2022 04 29 at 16.49.23

Foto: Augisto Dauster

Na manhã desta sexta-feira (29), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), promoveu um protesto em frente ao Ministério da Educação (MEC) para exigir investigação sobre os casos de corrupção envolvendo a pasta.

“A denúncia de corrupção no MEC é mais uma aberração na política nacional, e é um ataque profundo à educação pública no nosso país”, reforçou o presidente da CNTE, Heleno Araújo.

O presidente da CNTE, Heleno Araújo, afirma que a instalação da CPI é importante para penalizar os responsáveis pelo desvio dos recursos. "A CPI é importante porque vai investigar e dar oportunidade a quem está sendo acusado por esses crimes a se defender. E se for confirmado que houve crime, que os responsáveis sejam punidos por isso. Não apenas com saída do ministério, mas com a aplicação dos recursos desviados onde realmente precisa: na educação pública", afirmou.

O ato foi marcado por manifestações artísticas e frases de protesto, que relacionavam as irregularidades do MEC ao recebimento de proprinas em ouro.

Segundo a diretora de finanças da CNTE, Rosilene Corrêa, o protesto mostra a insatisfação da população ao tratamento do governo federal com a educação brasileira. "De forma escancarada, fica evidente o quanto existe uma corrupção plantada no Ministério da Educação. Nós estamos aqui para exigir a CPI do MEC Já e que os valores sejam devolvidos a quem, de fato, tem direito", assegurou.

2022 04 29 mec

Foto: Augusto Dauster

A manifestação também faz parte do calendário da 23ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, evento que a CNTE promove anualmente e que em 2022 tem como tema: "A educação no centro do projeto de Nação: Um outro Brasil é possível!".